Convergência Digital - Home

IBM faz Watson levar análise de sentimentos à linguagem dos negócios

Convergência Digital
Convergência Digital* - 11/03/2020

A IBM anunciou nesta quarta-feira, 11/03, a integração de novas tecnologias ao IBM Watson desenvolvidas para ajudar as organizações a começar a identificar, entender e analisar alguns dos maiores desafios da linguagem humana com mais clareza, para obter melhores insights. As novas tecnologias representam a primeira comercialização de capacidades essenciais de Processamento de Linguagem Natural (Natural Language Processing - NLP) presentes no projeto de pesquisa Project Debater, de IBM Research, o único sistema de Inteligência Artificial (IA) capaz de debater com humanos sobre tópicos complexos.

Exemplificando: um novo recurso avançado de análise de sentimentos é definido para identificar e analisar expressões idiomáticas e coloquialismos pela primeira vez. Frases como 'hot under the collar', que em português seria algo como 'subir o sangue' têm desafiado os sistemas de IA porque são difíceis de detectar pelos algoritmos. Com a análise avançada de sentimentos, as empresas podem começar a analisar esses dados de linguagem com as APIs de Watson para obter um entendimento mais holístico de suas operações. Além disso, a IBM está trazendo tecnologia de sua divisão de pesquisa, IBM Research, para entender documentos de negócios, como PDFs e contratos, para também adicionar aos seus modelos de IA.

"A linguagem é uma ferramenta para expressar pensamentos e opiniões, tanto quanto uma ferramenta para obter informações", comenta Rob Thomas, Gerente Geral de IBM Data and AI. "É por isso que estamos coletando tecnologia do Project Debater e integrando-a ao Watson - para permitir que as empresas capturem, analisem e entendam mais da linguagem humana e comecem a transformar a maneira como utilizam o capital intelectual que está codificado nos dados".

As tecnologias integradas ao Watson são:

A. Análise - Advanced Sentiment Analysis (análise avançada de sentimentos). A IBM aprimorou a análise de sentimentos para poder identificar e entender melhor construções complicadas de palavras, como frases e expressões idiomáticas e os chamados shifters de sentimentos, que são combinações de palavras que, juntas, assumem um novo significado, como a expressão em inglês "hardly helpful", na qual 'hard' não tem sentido de 'difícil' mas sim de 'pouco'. Essa tecnologia será integrada ao Watson Natural Language Understanding neste mês, em inglês, e até o final do ano em português. Além disso, estamos anunciando uma nova tecnologia de classificação que possibilitará aos clientes criar modelos de IA para classificar com mais facilidade as cláusulas em documentos comerciais, como contratos de compras. Com base na tecnologia de classificação com deep learning do Project Debater, os novos recursos podem aprender com algumas centenas de amostras para fazer novas classificações de maneira rápida e fácil. A tecnologia deverá ser adicionada ao Watson Discovery até o final deste ano.

B. Briefs -- Summarization (resumo). Essa tecnologia extrai dados textuais de várias fontes para fornecer aos usuários um resumo do que está sendo dito e escrito sobre um tópico específico. Uma versão inicial do Summarization foi utilizada no The GRAMMYS deste ano para analisar mais de 18 milhões de artigos, blogs e biografias para produzir insights sobre centenas de artistas e celebridades do GRAMMY. Os dados foram usados na transmissão ao vivo do tapete vermelho, fotos e vídeos sob demanda em www.grammy.com, para oferecer aos fãs um contexto mais amplo sobre os principais tópicos da noite. A tecnologia deverá ser adicionada ao IBM Watson Natural Language Understanding até o final do ano.

C. Clustering -- Advanced Topic Clustering (agrupamento de tópicos avançados). Com base nos insights obtidos com o Project Debater, as novas técnicas de agrupamento de tópicos permitirão aos usuários "agrupar" os dados recebidos para criar "tópicos" de informações relacionadas que façam sentido, para poderem ser analisadas. A técnica, que deverá ser integrada ao Watson Discovery até o final deste ano, também permitirá que especialistas personalizem e ajustem os tópicos para refletir a linguagem de empresas ou setores específicos, como seguros, saúde e manufatura.

E a tecnologia já está no mercado. O ESPN Fantasy Football usa Watson Discovery, para compreensão de documentos, e Watson Knowledge Studio para analisar milhões de fontes de dados de futebol americano todos os dias durante a temporada para oferecer insights em tempo real a milhões de jogadores de Fantasy Football.

Ao processar a linguagem natural, Watson identifica o tom e o sentimento de artigos de notícias, blogs, fóruns, rankings, projeções, podcasts e tweets que cobrem de tudo, desde insights de vestiários até análises de lesões. O ESPN Fantasy Football apresenta essas informações nas cartas dos jogadores que mostram o potencial de "sucesso" e "fracasso" de cada jogador, bem como uma seção "Player Buzz" que resume os comentários positivos ou negativos sobre um jogador.


LEIA TAMBÉM:
TICs em Foco - Computação Cognitiva ... 29/11/2016
Grandes mudanças acontecem. Você está pronto?
TICs em Foco - Computação Cognitiva ... 22/11/2016
Quando os dados viram aliados nos serviços críticos financeiros
TICs em Foco - Computação Cognitiva ... 16/11/2016
Era cognitiva chega ao mundo das Leis
TICs em Foco - Computação Cognitiva ... 09/11/2016
Sistemas cognitivos vão movimentar US$ 47 bilhões em 2020
TICs em Foco - Computação Cognitiva ... 31/10/2016
Internet das Coisas une IBM Watson aos drones
TICs em Foco - Computação Cognitiva ... 27/10/2016
Um paciente da oncologia gera 1 terabyte de dados por dia
TICs em Foco - Computação Cognitiva ... 19/10/2016
Fleury e IBM se unem para validar Watson for Genomics no Brasil
TICs em Foco - Computação Cognitiva ... 10/10/2016
Informação precisa, diagnóstico em tempo real
TICs em Foco - Computação Cognitiva ... 27/09/2016
A 'internet do comércio': Quando máquinas e homens interagem
TICs em Foco - Computação Cognitiva ... 20/09/2016
Internet das coisas: inteligência acima de tudo
Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

CSU avança de empresa de BPO para uma companhia de tecnologia

Com diferentes atividades, entre elas, processamento de transações eletrônicas de meios de pagamento e serviços de relacionamento com clientes, a CSU contratou o NICE Nexidia para melhorar os resultados dos negócios com uma abordagem consultiva e analítica.

Cientista de dados: seja investigativo, analítico e curioso

Não há um perfil delimitado para o cientista de dados, o que significa que ele pode ser um 'profissional mais rodado e experiente' ou uim jovem recém-saído das universidades. Mas há um ponto essencial: a multidisciplinaridade, aponta o professor e especialista em ciência de dados do Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação (IGTI), João Carlos Barbosa.

Destaques
Destaques

Eletrobras contrata Analytics para acelerar jornada digital

Estatal, responsável por 1/3 da capacidade elétrica do Brasil, quer usar os dados para manter as melhores práticas de governança e investir em IoT, chatbots e robôs.

Hospital Care vai às compras e reforça transformação digital

Com foco em fusões e aquisições no setor de saúde, a holding vem obtendo inúmeros ganhos de integração e sinergia entre as empresas adquiridas e suas diferentes soluções locais, passando a atuar por meio de um Centro de Serviços Compartilhados que provê serviços corporativos a todas as unidades do grupo. Empresa aposto no SAP S/4HANA.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como controlar os gastos em nuvem pública?

Por Srinivasa Raghavan*

Se as empresas obtiverem melhor visibilidade do custo de cada serviço em nuvem que utilizam, poderão encontrar o equilíbrio certo entre eles, reduzir as despesas operacionais e obter o melhor valor possível da nuvem.

O caminho da cibersegurança passa pela nuvem

Por Felipe Canale*

Com organizações cada vez mais distribuídas, manter dispositivos em todos os locais ou usar produtos diferentes para trabalhadores remotos cria inúmeras brechas de segurança, além de custar muito e sobrecarregar os recursos de TI.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site