TELECOM

Brasil corre risco de ficar para trás em incentivos para datacenters

Luís Osvaldo Grossmann e Pedro Costa ... 14/03/2018 ... Convergência Digital

O Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações voltou a defender a criação de um regime especial de tributação que favoreça a implantação de datacenters no país. Como ressaltou o secretário de telecomunicações André Borges ao participar do 3º Seminário Brasscom Políticas Públicas & Negócios, nesta quarta-feira, 14/03, o atraso em avançar nessa agenda já vai deixando o Brasil para trás. 

“O Brasil até hoje não conta com uma política eficaz de atração e fomento a datacenter. Se não aprovarmos um programa como esse, os vizinhos o farão. A Argentina, que começou depois de nós, já está na frente. Não só não teremos mais essa atividade econômica no Brasil como vamos perder esse investimento para os vizinhos, como a própria Argentina e o Chile, porque não teremos condições de competir”, afirmou Borges. 

O MCTIC, pontuou, tem alinhado um regime especial que ainda espera ver materializado em política. “Esse regime contempla incentivo tributário, mas não é renúncia porque estamos falando de uma atividade que ainda não existe. O grande desafio nosso é efetivamente corrigir o problema fiscal do país, mas ter em conta a necessidade de planejamento para o futuro. Não podemos apenas ficar fazendo economia, mas temos que fazer investimentos no país”, completou. Assistam a participação do Secretário de Telecomunicações do MCTIC, André Borges.


Internet Móvel 3G 4G
Indústria móvel pressiona por faixas de 26GHz, 40 GHz e 66-71 GHz para o 5G

Estudo da GSMA sustenta que a oferta de serviços 5G nessas faixas podem adicionar US$ 565 bilhões ao PIB mundial. Faixas desejadas são as em ondas milimétricas. Decisão da UIT só será conhecida em 2019.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Bens reversíveis: Posição da Anatel contraria a Lei

Ao impedir a venda de todo e qualquer bem pelas operadoras, a agência gera insegurança ao investido, advertiu o advogado Fabiano Robalinho, do escritório Sérgio Bermudes Advogados.

Guerra fria na Telecom Italia, dona da TIM, ganha novo capítulo 'sangrento'

A francesa Vivendi reclama de quebra dos princípios de governança corporativa da operadora italiana com a não convocação de uma assembleia de acionistas.

Bens reversíveis: Anatel não está apegada a 'rótulos patrimoniais ou funcionais'

Para Ronaldo Neves, assessor da presidência da Anatel, 2018 está sendo um ano interessante para a posição da agência com relação ao tema, classificado como instigante. Segundo ele, a reversibilidade está associada apenas ao bem direcionado para a prestação do serviço concedido.

Metodologia da Anatel obriga teles irem à Justiça contra valores de multas

"Cabe à agência fazer uma reflexão de como está cobrando. As infrações cometidas no 2º semestre têm valor de multa maior do que as mesmas infrações cometidas no 1º semestre", explica o advogado Rodrigo Greco, da Rodrigo Greco Associados.



Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G