Home - Convergência Digital

ConectarAgro quer 13 milhões de hectares na área rural com conexão 4G até o fim de 2021

Ana Paula Lobo - 01/07/2020

Levar conectividade para 13 milhões de hectares até o final de 2021. Essa é a nova meta da agora, Associação ConectarAgro. O movimento ConectarAGro foi criado há um ano e já conectou 5,1 milhões de hectares. Nesta quarta-feira, 01/07, em coletiva online, foi anunciada a criação da Associação, que nasce com oito associados: AGCO, Climate-Bayer, CNH Industrial, Jacto, Nokia, Solinftec, TIM e Trimble. E ao serem indagados, se a associação tinha exclusividade com TIM e Nokia, como fornecedores de conexão e de tecnologia, o presidente da entidade, Gregory Riordan, da CNH Industrial afirmou que não.

"Estamos abertos a outros fornecedores e operadoras, mas elas terão de se associar e responderem aos nossos estatutos. Não há acordo de exclusividade", sustentou o executivo. Segundo Riordan, 35 empresas de diferentes áreas já demonstraram interesse em se associar, mas não falou quais são, e o trabalho de conectividade continuará tendo como pilar o 4G em 700 Mhz, usando o NB-IoT, a rede própria para conexão de coisas.

O diretor responsável pelo projeto na TIM, Alessandro Dal Forno, revelou que a iniciativa contabiliza 5,1 milhões de hectares cobertos com 4G, distribuídos por 218 cidades, em oito estados, somando mais de 50 mil propriedades, sendo 90% delas de pequeno porte, com até 100 Hectares, o que beneficiou aproximadamente 575 mil pessoas. Com a plataforma de NB-IoT, dedicada à conexão de objetos, foram 11,5 milhões de hectares cobertos.

O uso do 5G não está descartado, mas como a tecnologia vai usar tecnologias mais altas, como o 3,5 GHz, o alcance é menor em grandes áreas, mas o 4G em 700 Mhz segue sendo a tecnologia prioritária por atender a demanda e ser aberta e a mesma usada nas cidades.

Sobre o impacto da Covid-19 no agronegócio, o presidente da Associação ConectarAGro, admite que alguns projetos podem ter sido postergados, mas ela também obriga à digitalização como forma de recuperação dos negócios. "A Covid-19 estimula o uso das ferramentas digitais. Ela cria uma demanda ainda maior pela conectividade para sustentar os negócios no pós-pandemia", completa Gregory Riordan.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

25/09/2020
Relator no Senado propõe desoneração de IoT e VSats sem mudar texto da Câmara

09/09/2020
Anatel: Teles precisam ser claras do que querem para Internet das Coisas

04/09/2020
Cobertura 4G alcança 5 mil municípios

02/09/2020
TIM quer parceria com startups em uso de 4G ou IoT em soluções para o campo

31/08/2020
Governo prevê isenção de taxas para Internet das Coisas e VSATs em 2021

28/08/2020
TIM incentiva migração do 3G para 4G com troca diretamente pelo celular

28/08/2020
Economia promete zerar FISTEL para IoT no orçamento de 2021

24/08/2020
Sem Fistel, internet das coisas pode criar 7 milhões de empregos em cinco anos

21/08/2020
TICs,Indústria e agro pedem urgência ao Senado em votar mudanças no Fust e Fistel

18/08/2020
Covid-19 provoca um estrago no mercado de IoT no Brasil

Destaques
Destaques

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site