Convergência Digital - Home

NEC e Furukawa se aliam por projetos de data centers

Convergência Digital
Convergência Digital - 21/01/2020

A NEC e a Furukawa firmaram uma parceria em âmbito nacional, com o objetivo de unir seus pontos fortes e, assim, oferecer ao mercado de Data Centers um trabalho integrado. A iniciativa do acordo se deu pelo fato do segmento de data center ter crescido muito nos últimos anos, principalmente com o movimento das operadoras de telecom de descentralizarem suas centrais de dados. Segundo Angelo Guerra, vice-presidente da NEC no Brasil, essa tendência deve se expandir ainda mais a partir de 2020.

"A entrada da NEC, em conjunto com a Furukawa, no segmento de cabeamento e infraestrutura aumenta o potencial das duas companhias, inclusive em outras camadas, tais como servidores, networking, interconexão de data centers, computação de alta performance (HPC), entre outras dentro dessa vertical. Com essa proposta, buscamos oferecer aos grandes centros de dados a capacidade de viabilizar a digitalização dos negócios das empresas no Brasil", afirma o executivo.

O anúncio acontece após as duas empresas já terem assinado o primeiro contrato de infraestrutura de data center junto a uma grande operadora, com o nome ainda sob confidencialidade. De acordo com Foad Shaikhzadeh, presidente da Furukawa Electric LatAm, a expectativa é multiplicar por quatro esses contratos em 2020 e aumentar outros negócios que usualmente são contratados juntamente com a infraestrutura. "No segmento de enterprise as duas empresas têm desenvolvido em conjunto uma série de projetos potenciais que deve trazer contratos diversos em diferentes setores, como Indústria Automobilística, Farmacêutica, Hotelaria, Saúde, Seguros, entre outras", explica Shaikhzadeh.

A partir desse acordo, as empresas parceiras incrementam seus portfólios. De um lado, a NEC, com atuação em produtos, soluções e agora também infraestrutura, podendo oferecer soluções fim a fim aos seus clientes que estão caminhando em direção à transformação digital. E a Furukawa, por sua vez, une suas forças a um integrador líder global, o que permitirá que seu portfólio possa ser ofertado de maneira integrada, aumentando suas possibilidades de geração de negócios.


Destaques
Destaques

IDC: mercado de nuvem pública vai chegar a R$ 15 bilhões em 2020

Mercado de TI brasileiro vai crescer 5,8% impulsioando pelos negócios de clóud computing e pela aceleração do mercado de software. Nuvem privada tem a preferência das grandes empresas e fica com até 25% do orçamento destinado à TI.

BRK Ambiental, CTG Brasil e Via Varejo aderem à nuvem na jornada digital

Empresas implementaram a plataforma SAP S/4HANA para sustentar a estrastégia digital. Os negócios de cloud tiveram forte impacto na receita da SAP Brasil.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Segurança em nuvem na era da LGPD

Por Raul Leite*

Quando falamos de proteção da nuvem, as organizações devem ter em mente uma série de estratégias. A começar pela escolha minuciosa do provedor de serviços, que precisa estar preparado para os novos compromissos de privacidade. Também é necessário certificar se o armazenamento dos dados é feito de modo criptografado quando necessário pelo nível de sigilo da categorização de um dado.


Desafios às empresas: Contêineres, Orquestração e Microsserviços

Por Lenildo Morais*

Com o padrão “multi-edge edge computing”, o tráfego e os serviços de TI mudam de uma nuvem centralizada para micro-nuvens espalhadas o mais próximo possível dos usuários. As operadoras terão que oferecer serviços sob demanda, e mesmo em tempo real, para atender a todos os tipos de aplicativos.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site