Clicky

Home - Convergência Digital

Índia bane para sempre aplicativos chineses como TikTok e WeChat

Convergência Digital* - 27/01/2021

O governo da Índia baniu 59 aplicativos chineses do país, incluindo as redes sociais TikTok e WeChat. Decisão foi anunciada pelo Ministério de Tecnologogia e Informação nesta terça-feira, 26/01. A decisão veio depois de o governo considerar insatisfatória a defesa apresentada pelos responsáveis pelos software sobre fatores de segurança, como uso de dados e privacidade. As autoridades indianas afirmam que os aplicativos banidos fazem coletas de dados de projetos comerciais para um suposto roubo de informações.

A tensão entre China e Índia começou no ano passado e vive uma crescente. A disputa começou quando nacionalistas indianos culparam o governo chinês pela recente pandemia da COVID-19. Desde então, a Índia já baniu cerca de 250 aplicativos chineses sob a acusação de "ameaça à soberania e integridade" do país.

Até o momento, ainda não foi revelada uma lista oficial com todos os aplicativos banidos, contudo, especula-se que aplicativos da Xiaomi, Alibaba e Baidu também foram afetados pela medida, além das redes sociais já citadas. Similarmente, a decisão deve afetar diversos jogos de produtoras chinesas pelo mesmo motivo. Além da proibição dos downloads pelas principais lojas de aplicativo, os usuários que já possuem acesso aos serviços chineses devem perder o privilégio em breve.

*Com agências internacionais

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

03/03/2021
TST reafirma inexistência de vínculo empregatício entre motoristas e a Uber

25/02/2021
TJSP multa app de transporte em R$ 3 mil por cobrança indevida de R$ 500

23/02/2021
Uber faz piloto de gravação de vídeo em Aracaju

27/01/2021
Índia bane para sempre aplicativos chineses como TikTok e WeChat

22/01/2021
Receita tem novo app que permite MEI pedir restituições pelo celular

11/01/2021
Signal e Telegram disparam no Brasil com repasse de dados do WhatsApp ao Facebook

10/12/2020
Transações virtuais do auxílio emergencial superam saques no app Caixa Tem

02/12/2020
TST começa a julgar disputa entre apps de transportes e motoristas

07/10/2020
Bradesco vai pagar R$ 23,8 milhões ao CADE por bloqueio a fintechs em aplicativo

02/10/2020
EUA recorrem da decisão judicial que suspendeu bloqueio do WeChat

Destaques
Destaques

5G será muito mais B2B e vai injetar R$ 13,5 bilhões no mercado nos próximos dois anos

Finalmente o 5G entrou na lista das dez previsões para os mercados de Tecnologia e Informação e Telecomunicações da IDC para 2021/2022. Consultoria prevê que a receita virá de novos negócios com IA, IoT, cloud, segurança, robótica e realidade aumentada e virtual.

5G só começa depois de garantia de recepção nas parabólicas

Pelo cronograma previsto na proposta de edital, oferta do 5G tem início 300 dias depois de formalizada a ‘compra’ das frequências – portanto no segundo semestre de 2022.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site