Governo abre novo pregão unificado de cloud pública e retoma multinuvem " /> Uso da nuvem vai triplicar no governo federal - Convergência Digital - Cloud Computing
Convergência Digital - Home

Uso da nuvem vai triplicar no governo federal

Convergência Digital
Luís Osvaldo Grossmann - 15/06/2020

O segundo pregão unificado para contratar a nuvem pública do governo federal responde a uma demanda triplicada, revela o secretário de Gestão do Ministério da Economia, Cristiano Heckert. Segundo adianta a esta Convergência Digital, os planos anuais de contratação mostram a nuvem nos planos de mais da metade dos órgãos públicos. Entre renovações e primeiras compras, são R$ 245 milhões estimados para este ano. 

“Em nuvem, para 2020, 140 órgãos diferentes sinalizaram intenção de contatar, com um valor global estimado de R$ 245 milhões, sendo R$ 86 milhões em renovações de contratos já existentes e R$ 159 milhões de novos contratos”, afirma o secretário Heckert. “Ao ver esses números, a sinalização é de que vai triplicar o investimento nesse tipo de serviço na administração federal.”

O potencial é até maior, porque os planos anuais de contratação também sugerem a intenção de compras de R$ 490 milhões em servidores e ‘storage’, além de R$ 43 milhões em hospedagem de sistemas. “São itens que, a depender do resultado da contratação, poderão ser atendidos por este novo contrato”, diz o secretário de gestão.

O novo termo de referência, em consulta até 26/6, traz mudanças. “Os órgãos têm graus de maturidade muito diferentes. Alguns têm equipe técnica que domina o assunto e consegue fazer configurações, mas tem órgãos que não têm essa capacidade. Então, estamos expandido o portfolio de serviços, serão 89, para que os órgãos tenham maior possibilidade de escolher.” 

Como também explica Heckert, o modelo aprimorou a precificação dos serviços – “foram várias conversas com o TCU” – e abraçou a multinuvem. “ Fizemos muitas conversas com o mercado, com os grandes provedores, com os representantes, os integradores, e todos sinalizaram ser mais vantajoso ir par multinuvem. Para a administração também é melhor, porque evita ficar refém de um único fornecedor.” A consulta pública segue até 26/6. A ideia é ter edital na praça logo em seguida, para realizar o pregão em setembro e assinar contrato ainda em outubro deste 2020.  Cristiano Heckert é o convidado do CDemPauta, desta quarta-feira, 17/06, às 10 h. Ele vai falar sobre compras públicas na esfera governamental. Assista.


ARTIGO . Por Melissa Torgbi

Cientista de dados: seja curioso, se envolva e tenha muita disposição para resolver problemas

Há muita empolgação acerca do termo “ciência de dados” atualmente. Para nós que queremos ser cientistas de dados, há alguns requisitos. Um deles: ter muita, mas muita vontade de aprender o tempo todo.

Destaques
Destaques

Empresas ambicionam mais Inteligência Artificial, mas sofrem com falta de talento

Um apesquisa global da Bain mostra que três em cada empresas, instigadas pela covid-19 e a aceleração da digitalização, se preparam para investir mais em inteligência artificial e machine learning. Mas assumem que as dificuldades não são poucas.

Eneva investe R$ 3 milhões para unir gás à energia com a IA ALINE

Software, que utiliza algoritmos de machine learning, foi desenvolvido em parceria com o Instituto Tecgraf da PUC/Rio e está sendo testado no Maranhão. Próxima etapa é um projeto de pesquisa com foco na integração da produção do gás onshore com a geração de energia, o que significa usar IA em um projeto 100% conectado.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O que é o balanceamento de carga de alta disponibilidade?

Por Ivan Marzariolli *

A alta disponibilidade começa com a identificação e eliminação de pontos únicos de falha em sua infraestrutura que podem desencadear uma interrupção do serviço - por exemplo, implantando componentes redundantes para fornecer tolerância a falhas no caso de um dos dispositivos estiver com problemas.

Dados em tempo real fazem toda a diferença no e-commerce

Por Leandro Rodriguez*

O tempo se tornou o fator crítico no relacionamento entre vendedor e comprador. Levar informações em tempo real a uma filial local ou a gerentes de loja pode ser determinante para a aquisição de clientes e, consequentemente, aumentar as vendas.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site