Home - Convergência Digital

Vivo tem mais de 100 vagas abertas e busca cientista de dados

Convergência Digital* - 20/01/2021


A Vivo está com vagas abertas para a área de canais digitais, focadas no e-commerce da companhia. São mais de 100 oportunidades para Cientista de Dados, Especialista Gamer, Product Owner (PO), Especialista em Mídia Digital, Search Engine Optimization (SEO), Ad Tech, performance de vendas B2B e B2C, entre outras. Os selecionados começarão a trabalhar na companhia no primeiro trimestre deste ano e atuarão com metodologias ágeis, em formato de squad, e equipes multidisciplinares.

Os interessados precisam ter experiência com o mundo digital, habilidade para trabalhar em equipe, com perfil analítico, foco no cliente e atitude de dono. Superior completo, certificações e cursos na área de tecnologia são desejáveis. Como uma marca inclusiva, que vê a diversidade de pessoas, comportamentos e habilidades como um diferencial, a Vivo busca atrair candidatos com pluralidade de perfis, como gênero, LGBTI+, raça e pessoas com deficiência.

"A iniciativa está alinhada com o propósito da companhia, de Digitalizar para Aproximar, e reforça o papel da Vivo como um hub de tecnologia. Nossos canais digitais estão ganhando cada vez mais relevância e, atualmente, já é uma das principais áreas de venda e relacionamento com nossos clientes", destaca Henrique Duda, diretor de Canais Digitais da Vivo.

O processo seletivo, que será 100% online, contatará com cases individuais e em grupos, além de entrevistas. Para concorrer a uma das vagas, os interessados devem se inscrever pelas páginas https://vivo.gupy.io/ ou https://vivodigital.gupy.io/. Quem quiser saber mais informações, também pode seguir a página da Vivo no LinkedIn.

O salário é compatível com o que é oferecido no mercado. Entre os benefícios os selecionados terão vale refeição e transporte; plano de saúde e odontológico; seguro de vida, celular corporativo com plano de voz/dados ilimitado e day off de aniversário. As vagas são para atuação em São Paulo e os selecionados poderão trabalhar inicialmente no formato home office, em função da pandemia provocada pelo Covid-19.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/03/2021
Fundo canadense investe R$ 1,8 bilhão na FiBrasil, rede neutra da Vivo

24/02/2021
Vivo assume que rede neutra fará a diferença no 5G

23/02/2021
Vivo anuncia negociação avançada com sócio internacional por rede ótica neutra

29/01/2021
Vivo, Claro e TIM assinam contrato de compra da Oi Móvel

20/01/2021
Vivo tem mais de 100 vagas abertas e busca cientista de dados

14/01/2021
Inter fecha parceria MVNO com a Vivo atenta ao mercado pré-pago de voz e dados

13/01/2021
Vivo contrata OpenStack, da Canonical, para levar cobrança online para a nuvem

13/01/2021
Telefonica vende torres para American Tower por 7,7 bilhões de euros. Brasil faz parte do pacote

17/12/2020
Oi e Vivo querem ser compensadas porque clientes não usam mais telefone fixo

08/12/2020
Vivo adota PIX como meio de pagamento de recargas em canais digitais

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Muito além do modismo. Muito prazer, Python!

Por Guilherme Lima*

Além de aumentar a produtividade do desenvolvedor, muitas vezes, a linguagem Python vai além de linguagens compiladas ou estaticamente tipadas, como C, C ++ e Java. É importante lembrar que o código Python tem, normalmente, de um terço a um quinto do tamanho do código C ++ ou Java, por exemplo. Isso significa que há menos para digitar, depurar e menos para manter após o fato.

Destaques
Destaques

Trabalhador que recusar vacina pode ser demitido por justa causa

Orientação é do Ministério Público do Trabalho.“Todos temos amigos e parentes que recebem diariamente fake news sobre vacinas. O primeiro papel do empregador é trabalhar com informação para os empregados”, diz o procurador-geral do MPT, Alberto Balazeiro.

Na liderança, curiosidade insana e coragem impactam mais que a competência

Vice-presidente para setor público na AWS, Teresa Carlson, e Indra Nooyi, membro do board da Amazon e ex-CEO e chairman da PepsiCo, admitiram que a Covid-19 tem provocado crises existenciais em muitas pessoas e que, há, sim, um forte e um injusto desequilíbrio para as mulheres.

Média salarial de profissional de TI no Brasil ficou em R$ 4.849,00

Pesquisa nacional, realizada pela Assespro-Paraná e pela UFPR, mostra a desigualdade econômica do país. No Nordeste, em Sergipe, a média salarial é de apenas R$ 1.943.00. Em São Paulo, essa média sobe para R$ 6.061,00. Outro ponto preocupante: a diferença salarial entre homens e mulheres segue acima de dois dígitos.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site