Home - Convergência Digital

Reino Unido limita, mas permite Huawei no 5G

Convergência Digital* - 28/01/2020

O governo do Reino Unido decidiu permitir, com limites, a participação da fabricante de equipamentos chinesa Huawei como fornecedora do 5G no país. Sem citar nominalmente a empresa, a decisão do primeiro ministro Boris Johnson prevê que “fornecedores de alto risco” serão excluídos de núcleos sensíveis da rede. 

Essas partes “sensíveis” são consideradas em locais como usinas nucleares e bases militares. Além disso, a decisão do Reino Unido prevê que haverá um teto de 35% na participação desses fornecedores “de alto risco” em áreas não sensíveis. 

A empresa chinesa até comemorou. “A Huawei está tranquilizada pela confirmação do governo do Reino Unido de que podemos continuar trabalhando com nossos clientes para manter o 5G no rumo”, disse o vice-presidente da fabricante, Victor Zhang. 

Segundo o secretário de comunicações do Reino Unido, trata-se de uma “solução específica por razões específicas do Reino Unido e a decisão trata de desafios que enfrentamos neste momento.”

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

23/06/2020
Huawei: Brasil sempre teve um mercado aberto e justo no setor de TIC

21/05/2020
Huawei tem novo CEO para conduzir negócios no Brasil

18/05/2020
Huawei sobe o tom e diz que governo dos EUA é arbitrário

15/05/2020
EUA restringem vendas de chips para Huawei

14/05/2020
EUA usam Covid-19 para prorrogar por mais um ano restrições à Huawei

09/03/2020
Huawei: Teles e governo vão perder dinheiro se tomarem partido na guerra comercial

20/02/2020
Consumo alto de energia desafia o futuro dos data centers

19/02/2020
Anatel: Quem escolhe fornecedor 5G são as teles vencedoras do leilão

14/02/2020
Huawei desafia governo dos EUA a provar o uso de backdoors

12/02/2020
Huawei diz que está pronta para continuar parceria com as teles no 5G

Destaques
Destaques

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Oi Móvel terá um 'único' dono e Oi não se exclui do jogo do 5G

O CEO da Oi, Rodrigo Abreu, descartou a possibilidade de vender a Oi Móvel 'fatiada' para atender aos interessados: Vivo/TIM e Claro. "Sem chance. O ativo será vendido todo", disse. Sobre o 5G, diz que dependendo do modelo de venda, a Oi entra pensando em B2B, IoT e até para ser MVNO.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site