Home - Convergência Digital

Alemanha ignora pressão dos EUA e mantém Huawei no páreo para 5G

Convergência Digital* - 14/10/2019

A Alemanha não vai barrar equipamentos chineses das compras das operadoras de telecomunicações para implantação do 5G no país, informou nesta segunda, 14/10, um porta voz do governo ao apresentar novas regras relacionadas à nova geração tecnológica. 

“Não tomaremos nenhuma medida prévia para banir nenhum ator ou nenhuma empresa”, afirmou o porta-voz do governo federal alemão, Steffen Seibert, em conferência de imprensa realizada em Berlim nesta segunda. 

As operadoras alemãs Deutsche Telekom, Vodafone e Telefônica Deutschland terão que identificar e adotar padrões de segurança aperfeiçoados para elementos críticos de rede. 

Os fornecedores deverão ser certificados como confiáveis, garantindo recursos legais contra danos se houver prova de que os equipamentos foram usados para espionagem ou sabotagem. 

Os equipamentos críticos deverão ser certificados pela autoridade alemã de cibersegurança – o Escritório Federal de Segurança da Informação, ou BSI na sigla em alemão. 

A posição do governo da Alemanha se dá apesar da pressão dos Estados Unidos contra fornecedores chineses, especialmente a Huawei, que é o maior fornecedor mundial de equipamentos de rede. Todas as teles alemãs usam equipamentos da fabricante chinesa e alegaram prejuízos em dinheiro e atraso na implementação do 5G no país caso houvesse banimento. 

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

09/07/2020
No Brasil, TIM nega descarte da Huawei para rede 5G

08/07/2020
5G da Claro será na faixa de 2,6 GHz

08/07/2020
Faria: 5G depende de posição do presidente Jair Bolsonaro

07/07/2020
Nokia usa RAN aberto para provocar Ericsson no 5G

02/07/2020
Faixa de 1,5 GHz também pode ser destinada ao 5G para uso privado

02/07/2020
Claro traz 5G com compartilhamento de frequência para o Brasil

30/06/2020
Vivo e TIM avançam com OpenRAN para 'quebrar' concentração dos fornecedores

30/06/2020
Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

29/06/2020
Vodafone: 5G é o remédio para combater o impacto da Covid-19

25/06/2020
Covid-19 impôs revisão dos projetos 5G na América Latina

Destaques
Destaques

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Oi Móvel terá um 'único' dono e Oi não se exclui do jogo do 5G

O CEO da Oi, Rodrigo Abreu, descartou a possibilidade de vender a Oi Móvel 'fatiada' para atender aos interessados: Vivo/TIM e Claro. "Sem chance. O ativo será vendido todo", disse. Sobre o 5G, diz que dependendo do modelo de venda, a Oi entra pensando em B2B, IoT e até para ser MVNO.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site