Home - Convergência Digital

Vivo investe em redes 4G privativas para o mercado B2B

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 02/09/2019

A Vivo Empresas – segmento B2B da Telefônica Brasil – lançou a rede 4G privativa, construída especialmente para a necessidade do cliente. A solução é direcionada para empresas e indústrias com demandas de missão crítica que necessitam de cobertura dedicada, desempenho, segurança e confiabilidade para suportar seus negócios.

Uma rede privativa 4G aumenta taxas de tráfego de alto volume e reduz atrasos, ao mesmo tempo em que garante a qualidade do serviço, tornando possível a utilização de aplicações em internet das coisas – sinônimo da indústria 4.0.

A solução é essencial em atividades que precisam de conectividade com alta disponibilidade, mobilidade e segurança, como veículos autônomos em campos de mineração, telemedição de processos críticos na indústria de óleos e gás, automação de linhas de produção na indústria automobilística e controle de movimentação em grandes galpões logísticos.

O head de Internet das Coisas, Inovação e Big Data B2B da Vivo, Diego Aguiar, explica que  a transformação da indústria para o conceito 4.0 requer uma rede robusta, e nossa solução foi desenvolvida para suportar a internet das coisas em ambientes críticos. 

"Com a novo serviço, as empresas conseguem suprir importantes necessidades, como, por exemplo, alta segurança; mobilidade, com linhas de produção automatizadas ou robotizadas que atuam em grandes áreas onde a conectividade com fio não é uma opção; livre de interferências, com um espectro licenciado que não permite que outros serviços interfiram no ambiente de produção; conexões massivas, que permitem um alto volume de aplicações em internet das coisas com transmissão de dados e relatórios em tempo real, e conectividade fim-a-fim”, completa o executivo.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/05/2020
Vivo tem 130 novas vagas e já contratou 400 durante a Covid-19

14/05/2020
Brasil passa de “regular” para “bom” na qualidade de vídeos pelo celular

11/05/2020
Vivo anuncia mais quatro cidades com rede FTTH

06/05/2020
Covid-19 reduz recargas e venda de aparelhos e respinga no lucro da Vivo

30/04/2020
Anatel aprova acordo de rede única entre Vivo e TIM

30/04/2020
Governo silencia e Anatel avança com metas de 4G no PGMU

30/04/2020
Anatel testa primeira conversão de multa em obrigação de serviço com a Claro

30/04/2020
Telefonia móvel: diferença do pós-pago para o pré-pago chega a 1%

23/04/2020
CADE aprova compartilhamento de rede entre Vivo e TIM sem restrições

02/04/2020
Vivo flexibiliza pagamentos para telefonia fixa, móvel, banda larga e TV por assinatura

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site