Home - Convergência Digital

Vivo amplia diferença de TIM e Claro no 4G

Ana Paula Lobo* - 08/01/2020

O Brasil fechou o mês de novembro com 228,476 milhões de acessos móveis ativos, de acordo com dados divulgados pela Anatel. O 4G segue sendo o grande campeão de adições e o impulsionador do mercado pós-pago, que cada vez mais se aproxima do pré-pago no País. O 4G também demarca a competição entre as operadoras. A Vivo amplia a vantagem diante das rivais, com quase 10 milhões de acessos a mais no 4G, somando 48,368 milhões de acessos 4G ativos.

TIM e Claro acirram a disputa pela segunda posição. A TIM está à frente, com pouco mais de 2 milhões de acessos ativos da rival Claro. A TIM fechou novembro com 38,531 milhões de acessos. A Claro fechou o décimo e primeiro mês de 2019 com 36,445 milhões de chips LTE. Já a Oi totalizou 24,789 milhões de acessos.

Do ponto de vista de base móvel, o resultado em novembro foi alentador. Houve crescimento de adesões ao serviço, depois de dois mees anteriores de queda. O pós-pago foi o mais procurado pelo consumidor ficando com 108,626 milhões de acesos, ou 47,54% da base total. O pré-pago ainda detém a maioria do mercado, com 52,46%, mas, em novembro, contabilizou 881 mil desligamentos fechando o mês com 119,849 milhões de chips ativos.

O mercado comprova que o 2G e o 3G perdem espaço, mas ainda são relevantes no País. As redes 2G ainda contam com 30,453 milhões de linhas ativas. O 3G somava, em novembro, 45,169 milhões. reunidas, as duas tecnologias chegam a quase 86 milhões dos acessos ativos, o que significa quase 40% da base total nacional. Os dados estão disponíveis aqui: https://www.anatel.gov.br/paineis/acessos/telefonia-movel

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

01/07/2020
ConectarAgro quer 13 milhões de hectares na área rural com conexão 4G até o fim de 2021

28/05/2020
Com 4G, pós-pago fica a 2,3 milhões do pré-pago

14/05/2020
Brasil passa de “regular” para “bom” na qualidade de vídeos pelo celular

30/04/2020
Governo silencia e Anatel avança com metas de 4G no PGMU

30/04/2020
Anatel testa primeira conversão de multa em obrigação de serviço com a Claro

30/04/2020
Telefonia móvel: diferença do pós-pago para o pré-pago chega a 1%

10/03/2020
Citrosuco contrata 4G em 700 MHz da TIM para conectar 1,9 milhão de hectares

06/03/2020
Claro e TIM duelam pela segunda posição no ranking móvel

06/03/2020
TIM usa bônus de dados para acirrar briga pelo cliente pré-pago

05/02/2020
Brasil ativou 46 novos celulares 4G por minuto em 2019

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site