Home - Convergência Digital

Vivo Empresas fecha parcerias para clientes nas áreas de saúde e serviços

Convergência Digital* - 26/06/2020


A Vivo Empresas, segmento corporativo da Telefônica Brasil, adotou novas medidas de apoio aos seus clientes empresariais. A partir de agora, os clientes têm acesso a benefícios exclusivos com empresas nas áreas de saúde e serviços. As novas iniciativas contemplam desde desconto em soluções para divulgação de serviços a descontos em medicamentos e consultas.

Passam a ser parceiros da operadora:

Dr.Consulta: Todos os clientes corporativos da Vivo, assim como seus colaboradores e familiares, têm desconto nas assinaturas oferecidas pela rede. A partir de R$ 29, 90 mensais é possível ter acesso a uma série de descontos em saúde, como consultas por apenas R$ 40 em qualquer unidade do Dr. Consulta, ou até mesmo sem sair de casa, utilizando o recurso de Telemedicina. Além de até 60% de desconto em medicamentos genéricos, e 20% de redução no valor de exames, dependendo do pacote contratado.

GetNinjas: Na plataforma que que ajuda prestadores de serviço, como contadores, pedreiros, auxiliares domésticos, profissionais de evento, entre outros, a encontrar consumidores, os clientes corporativos da Vivo terão 25% de desconto na primeira compra de créditos para a divulgação de seus serviços. Tudo isso através do aplicativo, sem a necessidade de sair de casa.

"Nós entendemos que é nosso papel fazer o que for possível para auxiliar nossos clientes neste momento de crise para muitas empresas. Por isso, nos unimos a parceiros em busca de soluções que atendessem este público de alguma forma", diz Gabriel Domingos, diretor de marketing e produtos core da Vivo Empresas. O executivo ressalta que novas parcerias já estão sendo estudadas. "Continuamos em busca de novos parceiros e pretendemos anunciar em breve uma expansão deste programa", finaliza Gabriel. Saiba mais em: http://blog.vivomeunegocio.com.br/sobre-nos/parcerias-vivo-empresas/

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/01/2021
Vivo tem mais de 100 vagas abertas e busca cientista de dados

14/01/2021
Inter fecha parceria MVNO com a Vivo atenta ao mercado pré-pago de voz e dados

13/01/2021
Vivo contrata OpenStack, da Canonical, para levar cobrança online para a nuvem

13/01/2021
Telefonica vende torres para American Tower por 7,7 bilhões de euros. Brasil faz parte do pacote

17/12/2020
Oi e Vivo querem ser compensadas porque clientes não usam mais telefone fixo

08/12/2020
Vivo adota PIX como meio de pagamento de recargas em canais digitais

30/11/2020
Vivo concede bônus de 1GB de Internet para clientes pré-pago em dezembro

26/11/2020
Anatel renova faixa de 850 MHz para Vivo, mas nega pedido de redução de preço

18/11/2020
Vivo inaugura usina solar para atender antenas em Brasília

03/11/2020
Vivo vende braço de cibersegurança para Telefónica de Espanha

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A confiança é ganha com mil atos e perdida com apenas um

Por Luis Banhara*

À medida que o conceito de trabalho se descola dos escritórios, mesmo que parcialmente, surgem novos desafios de segurança. A superfície de ataque foi ampliada.

Destaques
Destaques

Na liderança, curiosidade insana e coragem impactam mais que a competência

Vice-presidente para setor público na AWS, Teresa Carlson, e Indra Nooyi, membro do board da Amazon e ex-CEO e chairman da PepsiCo, admitiram que a Covid-19 tem provocado crises existenciais em muitas pessoas e que, há, sim, um forte e um injusto desequilíbrio para as mulheres.

Média salarial de profissional de TI no Brasil ficou em R$ 4.849,00

Pesquisa nacional, realizada pela Assespro-Paraná e pela UFPR, mostra a desigualdade econômica do país. No Nordeste, em Sergipe, a média salarial é de apenas R$ 1.943.00. Em São Paulo, essa média sobe para R$ 6.061,00. Outro ponto preocupante: a diferença salarial entre homens e mulheres segue acima de dois dígitos.

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site