Home - Convergência Digital

Trabalhadores rejeitam reajuste salarial de 3,5% oferecido pelos patrões em São Paulo

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 11/01/2017

O Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo (Sindpd) não aceitou a proposta de reajuste salarial de 3,5% apresentada pelo Sindicato das Empresas em Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo (Seprosp), durante a primeira rodada de negociações da Campanha Salarial 2017 dos trabalhadores de TI de São Paulo.

Em nota à imprensa, o Sindpd afirmou que a contraproposta salarial apresentada pelo setor patronal, que também inclui um abono de 10% a ser pago apenas em outubro, ficou abaixo do demandado pelo sindicato dos trabalhadores de TI. O Sindpd pleiteia o acumulado do INPC de 2016 acrescido de 3% de aumento real.

Para o presidente do Sindpd, Antonio Neto, ao apresentar um reajuste salarial que cobre apenas a metade da inflação de 2016, o setor patronal, na prática, propõe uma redução de salário dos trabalhadores, o que, para ele, é inadmissível.

O Sindpd também divulgou que outras demandas feitas pela categoria, incluindo a redução da jornada de trabalho de 40 horas para 30 horas semanais, o pagamento de vale-alimentação, o custeio integral do plano médico e a ampliação no valor das horas extras, foram rejeitadas pelo Seprosp.

De acordo com o Sindpd, o sindicato patronal propôs redução no valor da multa que é paga pelas empresas em caso de atrasos salariais, mudanças nas negociações que envolvem o pagamento da PLR (Participação nos Lucros e/ou Resultados), descontos no pagamento do vale-refeição e alterações no custeio da assistência médica.

A primeira rodada ocorreu na tarde desta terça-feira (10), na sede do Seprosp (Sindicato das Empresas em Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo), na capital paulista. Sem acordo, foi marcado um novo encontro para o dia 19 de janeiro, às 15h, dessa vez na sede do Sindpd, também em São Paulo.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/01/2020
Trabalhadores em TI querem 6,48% de aumento em São Paulo

11/01/2017
Trabalhadores rejeitam reajuste salarial de 3,5% oferecido pelos patrões em São Paulo

08/01/2016
Reajuste salarial: primeira rodada de negociações não avança em São Paulo

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Faltam profissionais para cuidar dos ataques cibernéticos no Brasil

Ao publicar a Estratégia Nacional de Segurança da Informação, a e-ciber, o governo admite que o País possui poucos profissionais especializados em segurança cibernética; que há uma baixa conscientização dos usuários com relação ao tema e que é preciso urgente criar um programa nacional destinado à formação técnica nos órgãos do governo e nas empresas privadas.

TI e Internet lideram 13 dos 15 cargos profissionais em alta no Brasil

Levantamento feito pelo Linkedin mostra que gestor de redes sociais, engenheiro de cibersegurança, cientistas de dados e desenvolvedores seguem tendo alta demanda no mercado.

Déficit de mão de obra na América Latina será de 570 mil profissionais em 2020

Empresas da região vão investir nas tecnologias da terceira plataforma - cloud, analytics, Inteligência Artificial - e vão requisitar cada vez mais especialistas em programação e desenvolvimento, projeta estudo da IDC América Latina.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site