INCLUSÃO DIGITAL

Abranet: fintechs vão agilizar o pagamento da Renda Mínima Emergencial

Convergência Digital* ... 02/04/2020 ... Convergência Digital

O auxílio emergencial do governo federal, de R$ 600,00, chegará aos beneficiários – microempreendedores e contribuintes individuais, desempregados e trabalhadores autônomos – por meio de fintechs, instituições de pagamento que são reguladas e supervisionadas pelo Banco Central.

A medida foi aprovada pelo Senado Federal nesta quarta-feira, 1/4, e é apoiada pela Abranet, que tem dentre suas filiadas fintechs com ampla atuação no país, como Mercado Pago, PagSeguro PagBank e SumUp. As fintechs são 100% digitais, não cobram taxas do cliente final e seus serviços já são utilizados por mais de 20 milhões de brasileiros, notadamente microempresários e pessoas de baixa renda, em todas as regiões do país, incluindo localidades onde não existem agências dos bancos tradicionais.

As fintechs oferecem contas digitais gratuitas, com as mesmas funcionalidades de contas bancárias: realizam TEDs, pagamento de contas, transferências bancárias, entre outras operações. “Queremos colaborar com o poder público nos esforços para mitigar os efeitos do coronavírus na economia e na vida das pessoas. A tecnologia das fintechs oferece uma resposta rápida, segura e eficaz, o que ajudará a viabilizar o auxílio financeiro emergencial para as famílias de baixa renda”, destaca Eduardo Neger, presidente da Abranet.

Ele reforça que as fintechs utilizam a tecnologia para oferecer serviços de alta qualidade, contas 100% digitais, maquininhas etc., que possibilitam a inserção bancária sem os custos que, antes da tecnologia penetrar no setor financeiro, eram proibitivos aos menos favorecidos. As fintechs afiliadas à Abranet mantêm mais de 20 milhões de contas digitais, em mais de 5.500 municípios brasileiros. Em 50% delas o titular é um microempreendedor individual (MEI), e em outros 30% o titular é integrante de uma família de baixa renda.

Em razão da realidade excepcional em que o país se encontra por causa do coronavírus, Neger destaca que os titulares dessas contas são capazes de gerir seus recursos integralmente através do celular (todo cadastro pode ser feito pelo app), o que contribui para que as pessoas evitem se expor aos riscos de contaminação pelo coronavírus. Também o Federal Reserve, o Banco Central nos EUA, estuda adotar as contas digitais como solução para operacionalizar os auxílios financeiros emergenciais aprovados naquele país.

Com a revolução ocorrida no setor financeiro e bancário do Brasil nos últimos anos, a partir do surgimento das fintechs, o cidadão passou a resolver sua vida financeira pelo celular, sem precisar ir a agências bancárias ou lotéricas para sacar dinheiro. Mas se precisar, podem fazer saques – as contas vêm com cartão gratuito para compras e saques. Além de colaborar para que a ajuda emergencial do governo chegue rapidamente à população beneficiária, a participação das fintechs filiadas à Abranet ocorrerá sem custos para os beneficiários do auxílio emergencial.


Aloo Telecom cede rede de fibra ótica para viabilizar UTI virtual

A Aloo Telecom é responsável por toda a tecnologia por trás do projeto UTI Virtual, em pareria firmada com o Hospital do Coração (HCOR) e a Fundação Cardiovascular de Alagoas (Cordial). Aliança permitirá atendimento em tempo rela para 100 leitos nos hospitais do SUS de Alagoas.

Menos de 1% dos sites no Brasil passou nos testes de acessibilidade

Brasil tem cerca de 14 milhões de sites ativos, segundo dados pesquisados pelo movimento Web para Todos.

França vai obrigar remoção de conteúdo de redes sociais em 1 hora

Lei impõe a rápida exclusão de conteúdos que envolvam pedofilia e terrorismo e dá até 24 horas para remoção do que for considerado “manifestamente ilícito”. 

ISPs levam acesso à Internet em fibra ótica para as prefeituras

O salto do uso da fibra ótica nos municípios foi destacado pela pesquisa TIC Governo Eletrônico 2019.  Em 2017, eram 45% e houve um impulso para 73% no ano passado. Em contrapartida, as conexões via rádio estão em baixa e caíram de 60%, em2017, para 49%, em 2019.

No Brasil, 45,9 milhões de pessoas ainda não acessam a Internet

Dados foram apurados pela PNAD Contínua IBGE e mostra que boa parte alega não saber usar ou falta de interesse. São 14,9 milhões de domicílios sem acesso à internet no Brasil. Mulheres superam os homens no acessso à Internet./p>

Governo inicia segunda etapa de contratação de ISPs para área de saúde

Está aberta a segunda chamada para a conexão de Postos de Saúde de todo o país. A RNP informa que, nessa etapa, onde não existir disponibilidade de fibra ótica será considerada alternativa em enlace de radio de frequência licenciada ou livre e satélite.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G