INOVAÇÃO

Vivo reduz em 36% suas emissões de CO2

Da redação ... 03/06/2019 ... Convergência Digital


A Telefônica, com a marca Vivo no Brasil, vê na redução de emissões dos gases causadores do efeito estufa seu principal desafio relacionado aos temas ambientais para 2019. A meta está entre os objetivos globais de mudanças climáticas da Telefônica, voltados à diminuição de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), que incluem a redução de 50% do consumo de energia por unidade de tráfego e de 30% em emissões diretas e indiretas em termos absolutos até 2020. De acordo com o Relatório de Sustentabilidade da empresa, recém-publicado, a Vivo diminuiu em 36% suas emissões absolutas diretas e indiretas e  em 47% as emissões por unidade de tráfego em 2018, indo de 13,4 para 7,1 toneladas de CO2e  .

Ainda segundo o relatório, a empresa cumpriu 93,7% dos indicadores definidos em seu Plano de Negócios Responsáveis em 2018, com destaque para a aquisição de energia renovável, iniciativa que contribui diretamente para a redução de emissões no Brasil. Desde outubro de 2018, 100% do consumo de energia da Vivo passou a ser proveniente de fontes renováveis, a partir da contratação de energia incentivada com atributo renovável no mercado livre, além de energia gerada por pequenas centrais hidrelétricas sob contratos de geração distribuída e da aquisição de garantias de origem renovável para o restante do consumo. No acumulado de 2018, 44% da energia consumida pela Vivo foi renovável. A iniciativa influencia de modo direto na redução de emissões de CO2e, que deve ser 70% menor este ano.

Para a diminuição das emissões diretas, a empresa mantém iniciativas como a frota sustentável, que com  a substituição de gasolina para etanol em um frota de aproximadamente 3 mil carros em São Paulo. A Vivo também implantou uma normativa para redução de emissões de gases refrigerantes usados em ar condicionados e combustíveis usados em geradores com a Instrução de Compras de Baixo Carbono, proibindo a compra de equipamentos de gases com alto potencial de aquecimento global e incentivando o uso de equipamentos elétricos mais eficientes.


Cloud Computing
Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

“A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços”, afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco.  Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.


Zello, o chatbot do TCU com IA, passa a emitir certidões via WhatsApp

Estão disponíveis as certidões de licitante inidôneo, de contas julgadas irregulares para fins eleitorais e não eleitorais, de inabilitado para função pública, e o nada consta de processos no TCU. 

Indústria 4.0: Procura por recursos públicos supera 50 vezes o valor destinado pelo governo

O edital de subvenção econômica da Finep e do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações recebeu uma demanda equivalente a R$ 2,5 bilhões, quando o disponível é de R$ 50 milhões. Resultado final será divulgado dia 15 de outubro.

Finep seleciona R$ 107 milhões em projetos de inovação

Foco dos incentivos é para soluções relacionadas à pandemia de Covid-19. 

STF avança na transformação para ser 100% digital

Resolução editada pelo Supremo impõe que, a partir de agora, todos os processos originários ajuizados no Tribunal devem ser protocolados por meio eletrônico. Ferramenta permite incorporar de áudio e vídeo nos autos.

Obr.Global abre inscrições para programa voltado aos investidores anjos

Iniciativa Angel Success Series tem duração de dois meses e, pela primeira vez, acontecerá 100% online. Inscrições vão até o dia 10 de agosto.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G