TELECOM

Ao Procon, Google diz que Huawei só atualiza Android até 19 de agosto. Fabricante assegura serviços

Convergência Digital ... 06/06/2019 ... Convergência Digital

O Procon de São Paulo informou que Huawei e Google, operadoras de telefonia móvel e redes varejistas responderam à notificação emitida em 30/5, mas a maior parte das respostas não chega a tranquilizar os consumidores. A fabricante promete manter atualizações de segurança, mas a Google afirma que só haverá atualizações do sistema Android para os aparelhos chineses por 90 dias. 

“A Huawei informou que continuará fornecendo atualizações de segurança e serviços de pós-venda para todos os seus produtos, cobrindo aqueles que já foram vendidos ou ainda estão em estoque. Porém a Google informa que segue regulamento emitido pelos EUA, e que nos termos do Temporary General License, será permitido que trabalhe com a Huawei até 19/8/19 em atualizações de software e correções de segurança para modelos de aparelhos já existentes”, relata o Procon-SP. 

Por enquanto, Huawei e Google, diretamente envolvidas na guerra comercial entre Estados Unidos e China, ainda mantém suas relações, uma vez que a suspensão do fornecimento de serviços e componentes americanos foi adiada por 90 dias. 

O Procon pediu esclarecimentos às duas empresas, mas também para Vivo, Claro, Tim, Oi e Nextel, além das redes varejistas que também revendem celulares B2W (Submarino, Shoptime, Americanas), GPA (Extra, Casas Bahia, Assaí), Magazine Luiza, Walmart. Fast Shop, Carrefour e Claro não responderam.

“As empresas de varejo e operadoras de telefonia repassam a responsabilidade para as empresas Google e Huawei e entendem que o cenário ainda se mostra confuso. Nenhuma das empresas garante o reembolso de valores ou alternativas de utilização dos serviços”, informa o Procon-SP. 

A preocupação do Procon é que os consumidores que adquiriram celulares Huawei tenham a expectativa frustrada de uso dos aplicativos Google. “Ressalta-se que quando adquiriram o produto podem não ter sido informados de forma clara, prévia e adequada de eventual indisponibilidade de recursos operantes.”


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Abranet: Revisão do marco de telecom tem que abrir espaço para voz no SCM

Entidade diz que a revisão do marco legal de telecom exige uma avaliação do mercado de telefonia no Brasil, com ajustes regulatórios capazes de abrir o segmento aos prestadores de SCM, com recursos de numeração e sistemas de áreas de tarifação nos moldes da telefonia celular.

O B2B será a 'aplicação matadora' do começo do 5G

Operadoras assumem os testes e o desenvolvimento de aplicações direcionadas ao mercado coroporativo, mesmo com a visão da ampliação de velocidade da banda larga associada à nova tecnologia móvel. Fibra ótica ganha lugar estratégico na disputa por um lugar no segmento.

Anatel vai licitar posições de satélite, mas muda termos para atender Claro e Hispamar

Proposta de leilão de 15 posições orbitais entrará em consulta pública por 20 dias. Mas como aumentou o prazo das atuais licenças dessas empresas, foi preciso alterar o edital. 

Orquestração de rede 5G é prioridade da Ciena

Fabricante descarta uma produção local no curto prazo, mas se surgirem oportunidades, a avaliação será feita, conta o gerente geral da Ciena no Brasil, Fernando Capella.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G