Home - Convergência Digital

Teletrabalho fica no vácuo legal com fim da vigência da MP 927/2020

Convergência Digital* - 21/07/2020

A Medida Provisória (MP) 927/2020, que alterou as regras trabalhistas durante o período da pandemia, perdeu validade no dia 20 de julho por falta de acordo no Congresso Nacional. Editada pelo Executivo em março, a MP 927 previa mudanças na legislação trabalhista para auxiliar empregadores a manterem os empregos de seus funcionários durante a crise de saúde pública. Entre as medidas estavam a adoção do teletrabalho, a antecipação de férias e de feriados e a concessão de férias coletivas, entre outras.

Com relação ao teletrabalho, serviço realizado preponderante ou totalmente fora das dependências do empregador, a MP definia que ficava a critério do empregador a alteração do regime presencial para o de teletrabalho, trabalho remoto ou outro tipo de trabalho à distância. "O tempo de uso de equipamentos tecnológicos e de infraestrutura necessária, assim como de software, ferramentas digitais ou aplicações de internet utilizadas para o teletrabalho fora da jornada de trabalho normal do empregado não constitui tempo à disposição, regime de prontidão ou de sobreaviso, exceto se houver previsão em acordo individual ou em acordo ou convenção coletiva de trabalho", definia a MP. Agora não há mais nenhuma regra legal atuando no teletrabalho.

O empregador também poderia determinar o retorno ao regime de trabalho presencial, independentemente da existência de acordos individuais ou coletivos, dispensado o registro prévio da alteração no contrato individual de trabalho. Agora não se sabe como será o processo de retomada. A MP permitia ainda o desconto de férias antecipadas e usufruídas das verbas rescisórias no caso de pedido de demissão, se o período de aquisição não tiver sido cumprido pelo trabalhador.

A MP 927 também previa a possibilidade de estabelecer um regime especial de compensação de jornada por meio de banco de horas quando houver a interrupção das atividades do empregador. A compensação poderá se dar no prazo de 18 meses, a contar da data de encerramento do estado de calamidade pública. E determinava que a compensação das horas acumuladas em banco de horas poderia ser feita nos fins de semana, seguindo-se as regras da CLT, condicionada à autorização da autoridade trabalhista.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

23/09/2020
Dos 10% em teletrabalho no Brasil, maioria é branca, tem diploma e maior renda

18/09/2020
Oi prorroga home office até janeiro de 2021

09/09/2020
Volta ao escritório pós-Covid-19 chega a 62% até dezembro

03/09/2020
Economia do governo com teletrabalho bate em R$ 691 milhões

20/08/2020
Teletrabalho: Novo PL quer acordo prévio para custos com Internet e PCs

12/08/2020
Apps proibidos acirram confronto entre patrões e empregados no home office

05/08/2020
Teletrabalho: Brasil somou 8,7 milhões de trabalhadores em home office em junho

04/08/2020
Desemprego cai pela metade em atividades adaptáveis ao Teletrabalho

03/08/2020
Trabalho remoto reduziu R$ 466 milhões em despesas de custeio do governo

31/07/2020
Teletrabalho: servidor é obrigado a assumir custo de energia, de TI e de Internet

Cientista de dados: seja investigativo, analítico e curioso

Não há um perfil delimitado para o cientista de dados, o que significa que ele pode ser um 'profissional mais rodado e experiente' ou uim jovem recém-saído das universidades. Mas há um ponto essencial: a multidisciplinaridade, aponta o professor e especialista em ciência de dados do Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação (IGTI), João Carlos Barbosa.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

Um em cada cinco servidores públicos será substituído por robô no Brasil

A Escola Nacional de Administração Pública estima que, por conta da Transformação Digital, a automação deverá substituir cerca de 100 mil postos de trabalho no Serviço Público Federal nos próximos cinco a 10 anos, sendo que a metade deles terá menos de 50 anos.

Acordo trabalhista em Goiás será pago em Bitcoins

Em conciliação realizada pelo TRT de Goiás, empresa de mineração aceitou o pagamento no valor de R$350 mil convertidos na moeda eletrônica. 

Teletrabalho: Novo PL quer acordo prévio para custos com Internet e PCs

Iniciativa também não permite que o tempo de uso dos aplicativos, como o WhatsApp, fora da jornada normal, seja um regime de prontidão. Projeto tem regras distintas da IN 65 do Governo Bolsonaro para os servidores públicos.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site