Clicky

Home - Convergência Digital

Conexão no campo pode render até R$ 50 bilhões em dois anos

Da Agência Telebrasil - 30/09/2020

A conectividade no campo é um assunto que tem entrado na pauta de órgãos do governo, empresas, entidades de telecom e rurais, fabricantes de máquinas e equipamentos e está até presente no Congresso Nacional. Tida como uma ferramenta essencial para aumentar a produtividade e competividade da agropecuária, ela pode gerar um valor adicional de R$ 50 bilhões em dois anos para a agropecuária caso o país chegue a cobrir 50% da área produtiva desse mercado. As oportunidades desse segmento foram tema de debate no Workshop Agricultura conectada, realizado nesta terça-feira, 29/09, no Painel Telebrasil 2020.

A previsão é de Cleber Soares, diretor de Inovação do MAPA (Ministério da Agricultura e Pecuária) que vem realizando um estudo aprofundado sobre o cenário da conectividade no campo. De acordo com o executivo, hoje temos algo como 23% das terras produtivas com "algum nível de conectividade". Para levar a conexão a mais 25%, o que daria quase a metade dos hectares disponíveis para plantio, seriam necessárias 4.400 torres e antenas. Esse seria o cenário do valor adicional de R$ 50 bilhões.

Mas há outro cenário traçado pela MAPA, com mais cobertura e mais tempo. Se em três anos forem adicionados 15.200 pares de antenas e torres, chegando a cobrir quase 75% da área produtiva, o valor adicional no período seria de R$ 80 bilhões. Esse é o quadro desenhado por Soares no que diz respeito à cobertura com antenas móveis 2, 3 e 4G. "Fizemos um mapeamento profundo e identificamos os vazios que poderiam ser cobertos com essas tecnologias", informou.

José Gontijo, diretor de Ciência, Tecnologia, e Inovação Digital do MCTIC, ressaltou que todo trabalho que vem sendo feito com o agro é fundamental, desde a criação da Câmara Agro 4.0. Na sua avaliação, se o setor aumentar 10% sua produtividade poderá refletir em 2,5% de expansão do PIB. "Já tivemos casos na indústria sucroalcooleira de economia de cerca de R$ 100 milhões com soluções inovadoras. Isso pode posicionar o Brasil melhor no cenário externo", enfatizou.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/01/2021
SKY vai vender pacotes de banda larga via satélite da Viasat

16/12/2020
Claro se propõe a conectar 15 milhões de hectares de campo em 2021 em parceria com a John Deere

15/12/2020
Furukawa: inundação da fibra chinesa fechou indústrias no Brasil

10/12/2020
Governo anuncia lançamento de cabo submarino entre Brasil e Europa

04/12/2020
Justiça manda Claro garantir velocidade de internet contratada

30/11/2020
Vivo toma liderança da TIM no pré-pago

30/11/2020
Vivo concede bônus de 1GB de Internet para clientes pré-pago em dezembro

09/11/2020
Fundo Bordeaux supera Algar e fica com Copel Telecom por R$ 2,395 bilhões

05/11/2020
Lei das Antenas: Justiça decide que TIM não vai pagar Metrô de SP pelo uso do subsolo

30/10/2020
Anatel: rede neutra única é um risco à competição

Destaques
Destaques

Uso da faixa de 700 MHz deixa 4G disponível 80% do tempo no Brasil

Segundo a mais recente análise da OpenSignal, TIM tem a rede de quarta geração com maior disponibilidade, 88,2%, à frente da Claro (79%) e Vivo (79,5%), Oi (70,2%). 

Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026

Nova edição do Relatório de Mobilidade da Ericsson aponta que até o final de 2020, mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo já estará usando 5G. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Edição de genes: como o 'reparo' do DNA pelo CRISPR impulsionará a Agricultura

Por Eduardo Prado*

Técnica permite o 'reparo' do DNA com altíssima precisão, o que permite, por exemplo, consertar 'mutações defeituosas' do DNA. A aparecimento da técnica deu um grande alento para o tratamento de doenças genéticas complexas. Estima-se que 6.000 doenças genéticas são causadas por mutações defeituosas, e apenas 5% delas pode ser tratada atualmente (sic!) ..


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site