Convergência Digital - Home

IBM: Multicloud híbrida é um ativo para a transformação digital

Convergência Digital
Por Roberta Prescott - 08/10/2019

O mainframe é um ativo para a transformação digital das empresas ao se comunicar com a nuvem, afirma o vice-presidente de IBM Systems Brasil, Joaquim Campos. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o lançamento do z15, LinuxONE III e nova linha de storage DS8000, o executivo destacou o momento passado pelas empresas, no qual grande parte tem se utilizado da nuvem, principalmente, para ganhar agilidade e flexibilidade na entrega de novos serviços para seus clientes.

"Quando falamos de nuvem, 20% das cargas que rodam no mundo estão na nuvem; e elas ou nasceram na nuvem ou são cargas não tão críticas que foram facilmente portadas para a nuvem. Agora, entramos em uma fase nova — e é uma fase para a qual a IBM vem se preparando — que é levar as cargas legadas, que são os 80%, para a nuvem", disse. Joaquim Campos explicou que, com base nos feedbacks dados pelos clientes, a IBM tomou a decisão de incluir componente de integração com as multiclouds hibridas no z15. "Estamos dando para os clientes uma independência de plataforma para que eles com mais flexibilidade tenham mais êxito ao disponibilizar novos serviços."

Na entrevista, Campos falou sobre as principais dificuldades que as empresas enfrentam ao levar as cargas de trabalho para a nuvem, a adequação das empresas à Lei Geral de Proteção de Dados e sobre a preocupação com a segurança da informação. "Dados que estão no mainframe são, em geral, os mais importantes que as companhias têm. Ninguém quer expor estes dados porque impactam os negócios e a imagem das empresas. Por conta disto, a IBM, já na geração z14, incluiu a criptografia pervasiva", detalhou.


Recrutadores e a dura tarefa de contratar cientistas de dados

O maior gargalo é encontrar profissionais adequados às demandas das empresas e o Brasil, hoje, é um exportador de talentos para outros países.

Destaques
Destaques

Metade das empresas no Brasil não confia na própria análise dos dados

Levantamento da Serasa Experian mostra ainda que 42% das companhias brasileiras admitem perder dinheiro com a má qualidade das informações. Má governança é vista como um desafio a ser superado. O mais grave: mais de 70% destão sem estratégia para superar essa etapa.

Dataprev vai comprar Inteligência Artificial e exige uso da nuvem pública

Estatal de TI não revela o montante a ser pago, mas diz que contrato será de 24 meses e inclui capacitação técnica dos funcionários, no modelo de serviços por demanda. Propostas devem ser enviadas até o dia 20 de julho.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.

Jornada para a nuvem: evite as armadilhas e faça a coisa certa

Por Fábio Kuhl*

Até bem pouco tempo, a nuvem era inovação, hoje me arrisco a dizer que, em breve, uma commodity.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site