GOVERNO » Compras Governamentais

Compra unificada no governo tem demanda para R$ 1,5 bilhão em computadores

Luís Osvaldo Grossmann* ... 27/08/2020 ... Convergência Digital

Com novas regras que estimulam o teletrabalho na administração federal, o interesse dos órgãos públicos disparou e o pregão unificado do governo para compra de computadores de mesa e notebooks tem demanda para R$ 1,5 bilhão em novos equipamentos. 

Segundo a Secretaria de Gestão do Ministério da Economia, esses 300 mil itens, entre PCs e monitores, “irão não só atualizar os equipamentos já utilizados pelos servidores em suas atividades atuais, como também facilitar a adoção de novas formas, como o teletrabalho e o trabalho em estações compartilhadas”. “Os notebooks que serão adquiridos irão facilitar a adesão de mais servidores para o novo formato”, diz o secretário Cristiano Heckert. 

Por conta da pandemia de Covid-19, aproximadamente 360 mil servidores estão em regime de teletrabalho, o que representa praticamente dois terços do total, sendo 95% do contingente da rede federal de educação e 49% dos órgãos públicos. 

Com esse movimento, o governo fez as contas e descobriu que até a metade do ano o trabalho remoto economizou mais de R$ 466 milhões em diárias, adicionais de serviço e transporte, energia elétrica, água e Correios. Não por menos, no final de julho apresentou novas regras para a adoção do serviço remoto nos órgãos públicos. 

A decisão pela compra unificada também tem reflexo econômico positivo. Nas contas da Seges, ao realizar um único pregão para abastecer os órgãos interessados a economia projetada é da ordem de R$ 420 milhões. Os termos do edital serão discutidos em audiência pública pela internet, no canal do Ministério da Economia no YouTube. É possível enviar sugestões e questionamentos para o e-mail central.licitacao@planejamento.gov.br até 2/9. 

* Com informações do Ministério da Economia


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Portal Gov.br soma mais de 80 milhões de brasileiros com login e senha

Portal está unificando toda a oferta de serviços digitais do governo federal. Dados do Ministério da Economia revelam ainda que 2368 serviços estão 100% digitalizados, dos 3870 oferecidos por 190 órgãos federais.

BNDES abre licitação para manter plano de venda do Serpro e Dataprev

Banco de fomento lançou a RFI n° 04/2020 para a contratação de uma consultoria especializada na prestação de serviços de Due Diligences e avaliação econômico-financeira. O prazo para os interessados vai até o dia 13 de outubro.

Adiamento de tributos do Simples termina em setembro

A partir de outubro voltam os prazos de recolhimento adiados como medida durante a pandemia de Covid-19.

STJ nega envio de 'Caixa de Pandora' para Justiça Eleitoral

Quarta Turma do Supertior Tribunal de Justiça autorizou, no entanto, nova perícia nos vídeos que flagraram, em 2009, empresários de tecnologia da informação pagando propina a integrantes do governo do Distrito Federal. 

MCTI e MCom vão compartilhar orçamento até 2021

Portaria interministerial foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União. Até junho de 2021, os recursos serão compartilhados e será criado um Centro de Custos para a divisão dos gastos entre os dois ministérios, até a definição do orçamento de 2021.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G