Home - Convergência Digital

Senador pede regime de urgência para IoT para acelerar geração de emprego e renda

Ana Paula Lobo - 29/06/2020

Ao não aprovar a desoneração para os dispositivos de  Internet das Coisas, O Brasil fica cada vez mais para trás no uso da IoT como fomento à produtividade e à recuperação da economia, advertiu o deputado federal, Vitor Lippi, do PSDB/SP, autor do PL aprovado na Câmara e que está à espera de votação no Senado Federal, ao participar de debate sobre o tema, promovido pela Aliança Conecta Brasil, nesta segunda-feira, 29/06. O PL 6549/20 desonera IoT da cobrança das taxas de Fiscalização de Instalação e da Taxa de Fiscalização de Funcionamento (Fistel), da Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública (CFRP) e da Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica (Condecine).

"Um sensor custa menos de US$ 0,50 e impostos de fiscalização e as taxas que querem impor a IoT são absurdas e inviabilizam o negócio. Um dispositivo de IoT não é um celular ou uma ERB. Esse é um grande obstáculo para a nova economia que virá da conexão dos objetos. Estudos comprovam que IoT terá um impacto de até 10% na produtividade total de um País", observou Lippi, adicionando que, “o Brasil é o único país que está cobrando impostos de fiscalização em IoT e há países na América do Sul mais adiantados do que nós no uso da tecnologia”.

O relator do PL 6549/20 no Senado Federal, Vanderlan Cardoso, do PSD/GO, assegura que está trabalhando junto ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, para fazer a votação do projeto - sem mexer na estrutura aprovada na Câmara- durante esse período de regime especial por conta da pandemia de Covid-19. "Tenho a convicção que esse projeto está relacionado à pandemia porque, se aprovado, vai gerar emprego e renda. IoT é um projeto tão importante quanto o Marco Legal de Saneamento. IoT pode salvar emprego e empresas", pontuou o senador.

Internet das Coisas não determina regulamentação por parte da agência reguladora, e por isso, aprovado no Congresso e encaminhado à sanção presidencial, o PL terá aplicação e impacto imediato na produtividade do Brasil, observou o presidente da Anatel, Leonardo Morais. O presidente da Aliança Conecta Brasil, Daniel Vilela, ex-deputado e autor do PL do novo Marco Legal de Telecom, lembra que a desoneração de IoT levou dois anos para ser aprovada na Câmara. “Não podemos esperar que o processo no Senado seja tão longo ou que se mexa muito no texto para não correr o risco de voltar à Câmara e levar ainda mais tempo. IoT gera divisas relevantes para o Brasil”, completou.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

25/09/2020
Relator no Senado propõe desoneração de IoT e VSats sem mudar texto da Câmara

09/09/2020
Anatel: Teles precisam ser claras do que querem para Internet das Coisas

02/09/2020
TIM quer parceria com startups em uso de 4G ou IoT em soluções para o campo

31/08/2020
Governo prevê isenção de taxas para Internet das Coisas e VSATs em 2021

28/08/2020
Economia promete zerar FISTEL para IoT no orçamento de 2021

24/08/2020
Sem Fistel, internet das coisas pode criar 7 milhões de empregos em cinco anos

21/08/2020
TICs,Indústria e agro pedem urgência ao Senado em votar mudanças no Fust e Fistel

18/08/2020
Covid-19 provoca um estrago no mercado de IoT no Brasil

18/08/2020
Ataques DDoS recrutam sensores IoT como drones

28/07/2020
A10 e CLM lançam laboratório de capacitação em IoT/5G

Destaques
Destaques

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site