Home - Convergência Digital

Coronavírus faz GSMA cancelar a edição do Mobile World Congress 2020

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 12/02/2020


A GSMA, associação global da indústria móvel e responsável por organizar o Mobile World Congress, comunicou nesta quarta-feira, 12/02, o cancelamento do maior evento de telecomunicações do mundo, que aconteceria em Barcelona, Espanha, entre 24 e 27 de fevereiro, seria a 14ª edição na cidade catalã.

“A GSMA cancelou o MWC Barcelona 2020 por causa das preocupações com o surto de coronavirus”, diz comunicado emitido pela entidade. Ao longo da semana, vários fornecedores desistiram de participar da edição. Segundo a GSMA, o cancelamento da edição - não há qualquer citação a um adiamento - aconteceu em função do possível risco de contágio, já que o evento reúne mais de 100 mil pessoas, de mais de 100 países.

No informe, a GSMA diz que "a cidade de Barcelona respeita e compreende a decisão", mas se sabe, por reportagem do site Wired, que houve uma forte pressão da GSMA para que a gestão catalã declarasse estado de emergência, mas as autoridades municipais e espanholas se recusavam diante do peso econômico do evento. Matéria do El País mostra que o MWC 2020 criaria mais de 14 mil empregos temporários e uma receita de cerca de US$ 500 milhões.

A GSMA sustenta que o evento 2020 está cancelado e fala já na edição 2021. “Nossa solidariedade nesta hora a todos os afetados na China e ao redor do mundo”, conclui a nota. O risco do coronavírus pesou muito e foi levado muito em conta, mas houve também, nos bastidores, uma forte pressão contra os fabricantes chineses por parte das empresas, em especial, as dos Estados Unidos, que lideraram as ausências, mas tiveram o endosso de fabricantes como Ericsson, Nokia e da operadora japonesa NTT DoCoMo.

O cancelamento do evento - num momento de debate sobre restringir ou não a Huawei nas concorrências do 5G - é ruim para a China e bem favorável aos fornecedores estrangeiros. O último relatório da Organização Mundial de Saúde mostrou que havia no mundo 43.103 casos confirmados de infecção no mundo. A imensa maioria, 42.708, restritos à China. Mas com casos de infecção em viajantes que foram a China e voltaram aos seus países antes do período mais crítico da detecção da doença.

*Com informação da GSMA, da Wired e de agências de notícias

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/02/2020
Coronavírus faz GSMA cancelar a edição do Mobile World Congress 2020

11/02/2020
Facebook, AT&T, Sprint e Intel estão fora do MWC 2020

10/02/2020
NTT DoCoMo é a primeira grande operadora a desistir do MWC 2020

11/03/2019
Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

07/03/2019
5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

07/03/2019
Celulares dobráveis dão respiro esperado à indústria de smartphones

01/03/2019
Korea Telecom: 5G reconstrói os negócios com o mercado B2B

01/03/2019
Mais que frequência, 5G exige muita fibra e muita nuvem

27/02/2019
Huawei leva IA para data center e reduz custo de energia em 15%

27/02/2019
5G em faixa milimétrica trará pelo menos R$ 37 bilhões ao Brasil até 2024

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site