SEGURANÇA

PF prende hackers que fraudavam cartões e vendiam aprovação em prova da OAB

Convergência Digital ... 04/06/2019 ... Convergência Digital

A Polícia Federal anunciou nesta terça, 4/6, a prisão de cinco pessoas acusadas de diversas fraudes com uso de tecnologia digital. Segundo a PF, a mesma quadrilha atuava em estelionato e fraudes, clonagem de cartões e invasão de bancos de dados.

Entre os crimes, os hackers conseguiram acessar o banco de dados da Fundação Getúlio Vargas e adulterar resultados do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil, prova que dá direito ao registro como advogado profissional. De acordo com a PF, as notas eram alteradas diretamente no sistema da FGV após a segunda fase do exame. Para isso, cobravam em criptomoedas.

A polícia informou que a investigação, aberta há dois anos, identificou pelo menos duas pessoas que pagaram pela fraude no Exame da OAB. A operação contou com a colaboração tanto da própria FGV como da Ordem dos Advogados. Apurações continuam para identificar se as fraudes foram cometidas em outros concursos realizados pela mesma instituição.

Além das cinco pessoas presas, a PF indicou ter identificado outras duas pessoas que fazem parte do mesmo grupo. Os mandados de prisão foram cumpridos em São Paulo (um na capital e outro em Santos); dois no Rio Grande do Sul (em Santa Maria e Tapes) e outro no Ceará (Fortaleza). Os agentes também cumpriram cinco mandados de busca e apreensão.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

Accenture compra divisão de segurança cibernética da Symantec

Os valores da transação não foram revelados. Com a aquisição a Accenture Security passa a fazer parte dos principais fornecedores de serviços de segurança gerenciados e terá a nuvem como plataforma de desenvolvimento.

Adiar a LGPD para ganhar tempo não vai resolver o problema das empresas

“Existe um viés de adiamento, mas isso não vai resolver o problema”, afirma o gerente de contas do grupo Binário, Leandro Alves.

Serpro faz a plataforma para consentimento ao uso de dados no Governo

“O governo coleta informações para usos obrigatórios, mas para outros usos precisa de consentimento”, explica o superintendente de segurança da informação da estatal, João Vieira de Almeida Junior.

Cyberseason se alia à NEC e diz que LGPD vai mudar a cibersegurança no Brasil

"O hacker brasileiro é único. Ele não quer atacar fora da fronteira. Ele ataca internamente. É um comportamento diferente", afirmou o co-fundador e CEO da Cyberseason, Lior Div. O 5G também trará mudanças relevantes.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G