TELECOM

Joint venture entre Hughes e Yahsat é aprovada pela Anatel

Luís Osvaldo Grossmann ... 29/11/2019 ... Convergência Digital

A Anatel aprovou a operação conjunta proposta pela Hughes e Yahsat, para oferta de serviços de banda larga via satélite no Brasil, com ofertas para os mercados de atacado e varejo, residencial, corporativo e governamental. A aprovação foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta, 29/11. 

Segundo resume a Anatel, as empresas registraram a intenção de criar uma Joint venture entre os seus respectivos grupos econômicos para prestar o Serviço de Comunicação Multimídia no Brasil. “Sustentam que a união das experiências que cada um possui nos respectivos segmentos que atuam proporcionará a oferta de serviços mais qualificados e competitivos, com potencial para estimular a eficiência e introduzir novos desafios ao mercado”.

Conforma a análise, a atuação da Hughes está focada na prestação do SCM para usuários residenciais, pequenas empresas, clientes corporativos e governamentais, utilizando-se de diversas frequências satelitais alugadas de terceiros (bandas Ka, Ku, C e L) e, por sua vez, mais limitada no mercado de atacado para provedores de serviços de telecomunicações. Já a Yahsat atua no mercado de varejo do SCM, ainda de forma incipiente, tendo iniciado atividades no Brasil em novembro de 2018, e no mercado de atacado para provedores de serviços de telecomunicações.

A implementação consiste nas operações de transferência do controle societário indireto da HTB e da Yahsat e de transferência da outorga de serviço de telecomunicações e do direito de exploração de satélite brasileiro detidos pelas empresas envolvidas na operação e ambas são objeto do presente pedido de anuência prévia. 

O veículo da operação é a HNSPE, controlada pela HNS e controladora direta da 

HNSA e indireta da HTB. Com a associação, inicialmente haverá o aumento do capital social da HNSPE em razão da emissão de novas ações em favor da Starsat, da Yahsat, garantindo-lhe uma participação de 20% no capital social votante da HNSPE e o seu ingresso no Grupo HTB. 

Como resultado, será transferido o controle direto da HNSPE, que passará a ser exercido pela HNS, com 80% do capital social votante e pela Starsat com 20% do capital social votante e, por consequência, o controle direto da HNSA e o controle indireto da HTB. 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Dataprev contrata Claro por R$ 236 mil para ter fibra ótica no Rio de Janeiro

Contrato, publicado no Diário Oficial da União, prevê a interligação dos prédios do data center da estatal de TI no Rio de Janeiro à filial na mesma cidade, no bairro de Botafogo.

Autor da nova Lei das teles lidera entidade para brigar por banda larga

Ex-deputado Daniel Vilela vai presidir a Aliança Conecta Brasil F4, que nasce com apoio da Huawei, FiberX e da consultoria Teleco, mas quer novos associados. “Não existe economia digital sem infraestrutura”, afirma.

Consumidores: Banda larga é o serviço com menor satisfação, celular o melhor

Para a Anatel, como o padrão de consumo exige estar sempre online, percepção de qualidade é especialmente rigorosa com a conexão à internet.

Decreto da nova Lei de Telecom depende de acerto sobre renovação de frequências

“Entendemos que é melhor que a Lei também seja aplicada para os contratos vigentes e estamos tentando construir uma posição única de governo”, explica o secretário executivo do MCTIC, Julio Semeghini. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G