INOVAÇÃO

Brasil precisa formar massa crítica de empreendedores para inovação

Ana Paula Lobo e Pedro Costa, do Rio de Janeiro ... 27/03/2020 ... Convergência Digital

Ser o maior hub de inovação do Rio de Janeiro e abrir fronteiras para outros estados, como São Paulo, é a meta estabelecida pela Fábrica de Startups, localizada no Porto Maravilha, no Centro do Rio de Janeiro. Criada em 2012, em Portugal, a Fábrica de Startups desembarcou no Brasil com o intuito de gerar uma cultura de inovação para as empresas, conta o CEO, Hector Simões.

Em entrevista à CDTV, do Convergência Digital, lembra que 55% dos novos empregos gerados no Brasil são por meio das pequenas e médias empresas. "Empreendedorismo e inovação fazem a indústria ser mais competitiva. Aqui na Fábrica de Startups temos o conceito de unir as startups com as grandes empresas. Uma completa a outra", salienta.

As dificuldades para inovar são uma realidade, mas Simões usa números para mostrar que é possível mudar: em 2018, as empresas de risco investiram US$ 1,3 bilhão em investimento de risco em inovação. Em 2019, esse montante cresceu para US$ 2,7 bilhões. "Ficamos atrás apenas dos EUA e da China. Podemos fazer muito mais. Me anima e me desafia as medidas que estão sendo tocadas para desburocratizar a inovação pelo governo, como o marco legal das startups", diz.

Incubar startups é a origem do negócio e a novidade é o Instituto 42, criado na França, em 2013, e que chega ao Brasil para formar programadores não apenas para programar, mas para poderem exercer cargos de liderança, conta Leonardo Filardi, em entrevista à CDTV. Uma característica relevante: os cursos são gratuitos. "Não cobramos antes, durante e depois. A ideia é formar mesmo para o mercado", salienta.

Os cursos são abertos para todo mundo acima de 18 anos e a primeira turma está sendo selecionada. Serão 150 alunos com aulas a partir do segundo semestre.  A Fábrica de Startups abriu o seu espaço para sediar a 14ª edição do Dia Internacional de Segurança em Informática (DISI), da Rede Nacional de Pesquisa, realizada no dia 13 de março, no Rio de Janeiro. Assistam a entrevista com Hector Simões e Leonardo Filardi.


Cloud Computing
Prefeitura de Jundiaí usa IA e nuvem pública da IBM no combate à Covid-19

A assistente virtual, MILLA, é baseada no IBM Watson Assistant, para oferecer à população da cidade do interior paulista um canal de fácil acesso para tirar dúvidas de como agir de forma rápida e apropriada.


Indústria de semicondutores reage à liquidação da Ceitec

Em nota, associação nacional do setor indica “preocupação” com a medida. “Liquidação distanciará ainda mais o Brasil do conhecimento de ponta.”

OBr.Global promove bootcamps Live sobre empreendedorismo

Aceleradora, especializada em internacionalização das empresas, ensinará técnicas adotadas no Vale do Silício, nos EUA.

Política de informática foi feita para o hardware, mas deu certo com o software

Para Sílvio Meira, a estratégia que o Brasil quer desenhar para Inteligência Artificial precisa desafiar à produção nacional para trazer os resultados pretendidos.

Open Banking faz XP ir às compras no Brasil

XP anunciou a aquisição de participação majoritária na fintech Fliper, responsável, hoje, por mapear R$ 7 bilhões lem investimentos na sua plataforma.

Software livre venceu e desapareceu. Agora tudo é serviço.

Como lembrou o cientista e professor Sílvio Meira, ao participar do Convergência Digital em Pauta, até o Windows passou a rodar sobre fundação Linux.  O mundo, hoje, é de quem tem o serviço como diferencial de concorrência.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G