Home - Convergência Digital

Anatel autoriza Neoenergia a criar primeira rede privada LTE no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 06/12/2019

A Anatel autorizou a Neoenergia, por meio da distribuidora Elektro, a operar a frequência de 3,5 GHz no projeto Energia do Futuro, em que vai construir um novo modelo de rede elétrica inteligente na região de Atibaia, no Interior de São Paulo. O projeto será a primeira rede privada de banda larga LTE no Brasil e a primeira para redes elétricas inteligentes na América Latina.

A tecnologia está sendo implantada em parceria com a Nokia e vai permitir a comunicação de todos os dispositivos da rede inteligente em Atibaia, Bom Jesus dos Perdões e Nazaré Paulista, abrangendo um total de 75 mil clientes da Elektro, e tem previsão de estar totalmente operacional em janeiro de 2020. 

O projeto, de R$ 10 milhões, iniciado em janeiro de 2018, pretende alavancar um consumo de energia elétrica mais consciente e eficiente, proporcionando uma nova experiência para o cliente, além de melhorar a qualidade do fornecimento, reduzir perdas e integrar os recursos energéticos distribuídos (geração solar, veículos elétricos e baterias).

A rede 4G LTE faz parte da estratégia do grupo para levar as redes inteligentes aos 13,9 milhões de clientes da Neoenergia nos próximos anos, desenvolvendo o modelo DSO (Distribution System Orchestrator), em que a distribuidora realiza a gestão energética completa do sistema elétrico. A tecnologia de telecomunicação vai garantir a confiabilidade necessária na comunicação das redes elétricas inteligentes (conhecidas em Inglês como smart grids).

A tecnologia conectará equipamentos de automação de rede, medidores inteligentes, subestações, sensores e concentradores de dados em toda a área de serviço, permitindo a automação por meio da troca de informação em tempo real entre os dispositivos e o Centro de Operações da Elektro, em Campinas (SP). O LTE será o elemento de conectividade que possibilitará a leitura em tempo real dos dados, mantendo a segurança e confiabilidade necessária.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/02/2020
Consumidores: Banda larga é o serviço com menor satisfação, celular o melhor

10/02/2020
Anatel quer mais informações das teles sobre serviços corporativos

06/02/2020
MCTIC pede para atrasar 5G e revisão dos contratos. Clima azeda com Anatel

06/02/2020
Presidente da Anatel arrisca leilão do 5G acontecendo em novembro

06/02/2020
5G: Edital vai à consulta com 400 MHz em 3,5 GHz e bloco exclusivo para os pequenos

06/02/2020
Anatel diz que Lei do Seac não vale para estrangeiros e deixa AT&T ficar com SKY

06/02/2020
Anatel multa Telefônica/Vivo em R$ 150 mil por trocar sede própria por aluguel

04/02/2020
Anatel quer saber qual é a velocidade efetivamente contratada na Banda Larga

03/02/2020
TIM e Claro empatam na disputa por clientes no Brasil

29/01/2020
Anatel autoriza reajuste de até 8% nas ligações de fixo para celular

Destaques
Destaques

5G exigirá uso de requisitos mínimos de Segurança Cibernética

Tecnologia é apontada como 'uma revolução na comunicação de dados, no potencial de emprego de equipamentos de Internet das Coisas e na prestação de novos e disruptivos serviços".

5G: Diretrizes genéricas deixam espaço para acordo entre teles e TVs

Portaria do MCTIC não detalha qual a solução para interferências, indicando somente “medidas de melhor eficiência técnica e econômica”. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site