Home - Convergência Digital

Empresas fora da área de TI se unem e oferecem 100 mil bolsas gratuitas para formação de desenvolvedores

Convergência Digital - 29/01/2021

O hub de inovação Órbi Conecta, a plataforma de cursos Digital Innovation One e três das principais empresas de Minas - Localiza, Inter e MRV - anunciou o Órbi Academy Techboost. Iniciativa é classificada como o maior programa de formação de desenvolvedores do Brasil, com 100 mil bolsas de estudo online e gratuitas em linguagem de programação. A iniciativa visa ajudar a suprir a necessidade do mercado de trabalho por profissionais da área e promover a educação profissional em habilidades digitais. As inscrições podem ser feitas no link https://orbi.co/techboost

Para o lançamento do Programa, serão feitas lives nos dias 02/02 com o Inter, 04/02 com a Localiza e 05/02 com a MRV, sempre às 19h, no canal de YouTube do Órbi Conecta. A cada dia, as empresas parceiras irão apresentar as trilhas de formação desenvolvidas para o programa e quais tipos de profissionais elas estão em busca para integrar seus times de tecnologia. Representantes do Órbi Conecta e da Digital Innovation One também participarão das lives para explicar detalhadamente o programa e a plataforma de ensino.

Além de promover a formação de devs, o programa visa habilitar os profissionais para trabalhar nas três empresas parceiras e ainda contratar aqueles que se destacarem durante a formação. A iniciativa busca, portanto, suprir uma necessidade de mercado ao mesmo tempo em que oferece a oportunidade de formação para diversos brasileiros que não têm condições de financiar um curso de programação.

Cada empresa irá criar bootcamps de estudo com suas próprias trilhas de conhecimento dentro da plataforma DIO. Os profissionais interessados terão a oportunidade de aprender as linguagens de programação mais demandadas pelas empresas e, ao concluir todo o estudo, poderão se candidatar às vagas existentes nas três líderes de mercado. Além disso, os times de RH e TI das três empresas acompanharão o desempenho dos estudantes e poderão entrar em contato com aqueles que mais se destacarem.

Cenário Brasil

De acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), é esperado que o mercado brasileiro de Tecnologia da Informação tenha um déficit de 290 mil profissionais em 2024. Além disso, segundo o IBGE, o país enfrenta uma taxa recorde de desemprego de 14,6%, impactando 14,1 milhões de pessoas.

Em tempos de crise, desenvolver novas habilidades e se capacitar profissionalmente é essencial para se destacar no mercado de trabalho. Durante a pandemia, grande parte das empresas precisou passar por uma transformação digital para conseguir se adaptar às novas demandas do público e do mercado, o que aumentou ainda mais a procura por desenvolvedores e profissionais de TI. De acordo com levantamento realizado pela Catho, de março a agosto de 2020 a procura por programadores chegou a crescer até 157% em algumas áreas específicas.

"Acreditamos que a educação é uma das ferramentas mais eficazes para sanar dois cenários caóticos em que estamos inseridos: por um lado, o número crescente de vagas abertas no mercado de tecnologia que não são preenchidas, por outro, o número, infelizmente em ascensão, de pessoas desempregadas no país", explica a CEO do Órbi Conecta, Anna Martins. "Ao final de 2021, esperamos que mais de mil novos profissionais de tecnologias estejam prontos para trabalhar em uma das empresas da Rede Órbi ou nas mais diversas vagas de TI disponíveis pelo Brasil. Quem não conseguir ser contratado neste ano, poderá continuar se capacitando na plataforma e ser contratado em 2022".

Mercado de trabalho e transformação social

A realidade do mercado de programadores e desenvolvedores se destaca no cenário nacional e é bem atrativa para pessoas que estão em formação ou buscando uma nova colocação profissional. Ainda segundo dados divulgados pela Brasscom, a demanda anual por novos talentos em tecnologias da informação é de 70 mil profissionais, mas apenas 46 mil pessoas se formam ao ano com as qualificações necessárias para atender às demandas. Só no ecossistema da Rede Órbi, são mais de 400 vagas abertas nesta área e as empresas encontram dificuldades em preenchê-las.

Por isso, se capacitar é o caminho certo para se destacar nesse mercado em ascensão, e é com esse objetivo que surge o Órbi Academy Techboost. No país, a média salarial de um profissional de TI é de R﹩5 mil, variando de R﹩1.700 para o início da carreira a R﹩16 mil para um desenvolvedor Full Stack. A demanda das empresas é por profissionais que, além de curso superior, tenham aprofundamento em determinadas tecnologias, como big data, inteligência artificial, aprendizado de máquina e computação na nuvem.

"A MRV é uma companhia que historicamente investe muito em tecnologia e acredita que a transformação digital é fundamental para que empresas tenham sucesso e longevidade em seus negócios. Ao abrir oportunidades de bolsas de estudos para o Órbi Academy Techboost, a MRV está incentivando a formação de mão de obra de jovens para ingressarem no mercado da tecnologia da informação, uma das áreas mais promissoras em relação à empregabilidade no Brasil e no mundo", explicou Patrícia Brant, Gestora de Atração e Talentos da MRV.

"Tecnologia e inovação é o que move o Inter, sempre buscamos por profissionais que tenham além de conhecimento técnico, o brilho no olhar e a vontade crescer", diz o CEO João Vitor Menin. "Poder fazer parte de um projeto tão importante que capacita e prepara as pessoas para o mercado de trabalho, em um cenário tão difícil, é muito recompensador. Tenho certeza que em breve teremos alunos brilhantes do curso com o sangue laranja correndo nas veias", completa.

Para o diretor executivo de tecnologia da Localiza, André Petenussi, o Órbi Academy Techboost tem o potencial de formar excelentes profissionais para o Localiza Labs, que nasceu para impulsionar o crescimento da companhia e conta atualmente com mais 700 profissionais de tecnologia, com nove tribos, divididas em 72 squads e um aparato tecnológico de ponta. "Somos uma empresa cidadã e temos o propósito de construir o futuro da mobilidade com parceiros, clientes e sociedade. É um grande orgulho juntar esses dois pilares da companhia em uma iniciativa que, além de ter uma força social enorme, também oportuniza a entrada de novos integrantes no nosso laboratório de tecnologia", destaca.

Os interessados em participar do Órbi Academy Techboost devem entrar no link do programa, clicar em "Inscrições" e escolher qual Bootcamp gostaria de ingressar: Inter, Localiza ou MRV. Cada empresa possui uma trilha de conhecimento específica de acordo com seu negócio. O candidato deve fazer seu cadastro e, então, está pronto para começar seu curso.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

29/03/2021
IBM oferece a primeira certificação quântica para desenvolvedores

11/03/2021
ThoughtWorks abre vagas exclusivas para mulheres desenvolvedoras

12/02/2021
Laboratória abre inscrições para bootcamp de programação exclusiva para mulheres

29/01/2021
Empresas fora da área de TI se unem e oferecem 100 mil bolsas gratuitas para formação de desenvolvedores

14/01/2021
SENAC e empresas de TI se unem e formulam curso de programação Full-Stack

05/01/2021
Accenture e Gama Academy abrem 60 vagas para capacitação de programadores

24/11/2020
paySmart-Elo promovem maratona de desenvolvimento

04/11/2020
Fusão de startups nacionais cria maior comunidade de Devs da América Latina

02/10/2020
edTech nacional cria escola para formar programadores Web

21/09/2020
Julia, R e Scala: as linguagens de programação para ciência de dados

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Muito além do modismo. Muito prazer, Python!

Por Guilherme Lima*

Além de aumentar a produtividade do desenvolvedor, muitas vezes, a linguagem Python vai além de linguagens compiladas ou estaticamente tipadas, como C, C ++ e Java. É importante lembrar que o código Python tem, normalmente, de um terço a um quinto do tamanho do código C ++ ou Java, por exemplo. Isso significa que há menos para digitar, depurar e menos para manter após o fato.

Destaques
Destaques

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Marcos Pontes: O Brasil dá muito pouco valor ao ensino técnico

Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação advertiu que no Brasil esse apoio está muito aquém do desejado. Marcos Pontes também defendeu a concessão de incentivo para a contratação de mestres e doutores pelas empresas privadas.

Receita Federal: Saiba como declarar jornada reduzida no Imposto de Renda

A maior parte dos funcionários do setor de TICs foi incluído no Benefício Emergencial de Preservação de Emprego e da Renda (BEm) em 2020 como medida para aliviar o impacto econômico da Covid-19. Fisco orienta como acertar as contas.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site