TELECOM

Governo abre edital para banda larga e telefonia nos aviões presidenciais

Luís Osvaldo Grossmann ... 28/05/2020 ... Convergência Digital

A Presidência da República abriu nesta quinta, 28/5, edital para uma nova contratação de serviços de conectividade nos aviões presidenciais – na aeronave Embraer 190PR, em viagens nacionais, e no AirBus A319CJ, para internacionais. 

Formalmente, o pregão é para contratação de empresa prestadora do serviço de comunicação via satélite para transmissão de voz e dados, através do Serviço Móvel Global por Satélite Não-Geoestacionário (SMGS) INMARSAT em Banda L.

Os serviços envolvidos, que incluem assinatura do serviço de transmissão de dados sem franquia de MB transmitido e 10 GB por mês, além de 60 minutos para chamadas para telefone fixo e 60 minutos de ligações para celulares, são estimados em R$ 3,53 milhões por ano. 

Segundo o termo de referência, os equipamentos já instalados nas aeronaves não dão permitem contratação que não a direcionada para a solução da Inmarsat.  “Não há outras alternativas possíveis para contratação, uma vez que a infraestrutura tecnológica base instalada nas aeronaves presidenciais encontra-se preparada para receberem apenas o SMGS em Banda L provido pelo sistema INMARSAT 4”. 

E a demanda por cobertura global tirou do páreo o próprio satélite governamental. “A contratação do serviço de provimento de dados através do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação Estratégica (SGDC) operado pela Telebras, mostrou-se inviável pelos seguintes motivos: Cobertura limitada ao território brasileiro; Os dispositivos da família Swift Broadband para uso Aeronáutico instalados nas aeronaves não permitem conectividade com o SGDC”. 


Internet Móvel 3G 4G
Coronavírus SUS vai rastrear contatos de infectados com covid-19

Tecnologia só será ativada se o usuário habilitar a função 'notificação de exposição' nas configurações do aplicativo. O sistema não identifica o doente, apenas avisa da proximidade de alguém que, voluntariamente, informou estar com diagnóstico positivo para a doença nos últimos 14 dias.

Oi quer corte de dívida com Anatel por desequilíbrio na concessão

“Tem que fazer um PGMU mais leve para que a gente possa respirar”, defende a diretora regulatória, Adriana Costa. Anatel esclarece que concessão não é sinônimo de lucro garantido. 

Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

Para o diretor da Huawei Brasil, Carlos Lauria, a reserva técnica é a melhor garantia para aguardar a evolução da tecnologia. "Se der tudo agora, não tem como voltar atrás depois", observa o executivo.

Qualcomm defende faixa de 6GHz para não licenciados atenta ao 5G

Diretor da Qualcomm, Francisco Soares, espera que a Anatel se defina por dar os 1,2GHz para os serviços licenciados. "O 6GHz não licenciado será o complemento ideal para os serviços licenciados 5G", sustenta.

Anatel define se faixa de 6GHz será 100% não licenciada ou terá 500 MHz para as teles

"A área técnica recomendou o uso para não-licenciado", contou o superintendente da Anatel, Vinicius Caram, ao participar do eForum Wi-Fi 6, realizado pelo Convergência Digital e pela Network Eventos.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G