Clicky

Anatel prevê que solução para conflito do uso dos postes só vira em 2022

Luís Osvaldo Grossmann ... 09/11/2020 ... Convergência Digital

Enquanto ainda costura uma nova resolução conjunta para o uso compartilhado dos postes de energia elétrica pelas empresas de telecomunicações, a Anatel indica que uma nova solução combinada com a Aneel só será concluída em 2022. Antes disso, porém, uma versão para uma nova resolução deve ser colocada em consulta pública ainda no primeiro trimestre de 2021. 

“A agenda regulatória prevê ir para consulta publica no primeiro semestre de 2021. Tentaremos fazer isso até o final de fevereiro. Prevê que a aprovação final será no primeiro semestre de 2022. Acreditamos que será resolvido antes, mas esse foi o prazo mais seguro que ficou definido pela área técnica. O Conselho ainda vai deliberar de forma definitiva sobre os prazos da agenda e a tendência é que os prazos sejam mantidos, mas tentaremos fazer com a maior celeridade possível devido a relevância desse tema. Espero ter o regulamento aprovado até o final do próximo ano”, afirmou o relator do tema na Anatel, Moisés Moreira. 

Ao participar nesta segunda, 9/11, do TIM Talks, programa de debates realizado pela operadora TIM, o conselheiro da Anatel destacou que uma solução para o uso dos postos é essencial para superar uma “situação caótica”. 

“Esse é um grande gargalo, um verdadeiro caos. Temos visto até algumas ações truculentas, mas só vamos resolver esse problema com tranquilidade e inteligência. Espero que esse regulamento venha contribuir muito para que essa situação caótica seja resolvida de forma definitiva”, afirmou. “É um tema complexo, envolve inúmeros interesses legítimos, é preciso avaliar muito bem todos os pontos de vista para que a regulamentação não se torne um entrave ao desenvolvimento do setor.”


Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Por casa conectada, Vivo negocia opção de ser acionista minoritária na CDF

A CDF é um marketplace de solulções de assistência residencial e tecnológica e que já é parceira na oferta do Vivo Guru. Os novos serviços serão lançados em breve, mas um deles será voltado para a instalação e  configuração de dispositivos inteligentes.

Huawei: é cedo para dizer quem está dentro ou fora da rede privada do governo

“Existe uma portaria, mas os requisitos ainda não estão completamente claros”, afirma o diretor de cibersegurança da fabricante chinesa, Marcelo Motta.

Oi entra na briga pela fibra ótica em São Paulo

Companhia diz que os pilotos comercial e de rede estão acontecendo e o lançamento ao mercado será no segundo trimestre (abril a junho) para os mercados B2C e B2B. A Oi vai usar 5,2 mil Km de rede própria oriundas da compra da MetroRed e da Pegasus no passado.

Brasileiro retorna ao pré-pago e sonha com superaplicativo

O brasileiro diz que o pré-pago oferece maior flexibilidade de uso, de acordo com pesquisa global feita pela Ding. O estudo também mostra que os brasileiros querem um superaplicativo que combine mensagens instantâneas com mídia social, varejo e serviços.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G