Clicky

INOVAÇÃO

Empresas de Tecnologia se unem por agenda única da indústria

Luís Osvaldo Grossmann ... 06/07/2020 ... Convergência Digital

Empresas brasileiras que desenvolvem tecnologia estão atrás de setores tradicionais da indústria em busca de uma coalizão que potencialize uma agenda comum, tanto na costura de políticas públicas como na relação entre os diferentes segmentos industriais. 

“A gente precisa mobilizar esforços de vários lados. Desde material de construção que precisa de tecnologia, das máquinas que precisam da indústria 4.0, que precisam de internet das coisas e interoperabilidade de equipamentos. A gente precisa de tecnologia em várias áreas. De forma que os segmentos devem ver os diferentes setores como complementares. É uma proposta de engajamento”, afirma a diretora presidente da P&D Brasil, associação de empresas de desenvolvimento tecnológico nacional, Rosilda Prates. 

Essa agenda comum pode envolver questões de financiamento, compras públicas, instrumentos como a Lei do Bem e mesmo a reforma tributária. Alguns deles são prementes, como no caso da licitação das frequências para dar a partida na implantação do 5G no Brasil, como destaca o presidente do Conselho Deliberativo da P&D, Marcelo Andrade, que é vice presidente da Prysmian para a América Latina. 

“Veja a questão do 5G. Tem a discussão da banda que vai ser usada, se interessa ao grande operador, ao pequeno provedor. Tem a questão tecnológica, de quem vamos comprar a tecnologia, se é que vamos comprar de um só. Tem a questão das cidades, como vamos montar as antenas. Portanto para a sociedade, um assunto como o 5G é uma coisa muito abrangente. E quem é a liderança que puxa isso? Ou vamos ficar cada um discutindo seu próprio umbigo. As associações juntas podem liderar um tema como esse, forçar uma política.”

A experiência recente das tratativas sobre a nova Lei de Informática sinalizam algum grau de sucesso na articulação de interesses comuns. “É importante que o governo veja em associações como a P&D, Abimaq, Abramat, Abinee, Abisemi um suporte para a tomada de decisões”, afirma Rosilda Prates, enquanto acena a uma amplitude de segmentos industriais pela agenda coletiva. 

“Uma questão que é de interesse das empresas e afeta a todos instalados no Brasil é a questão tarifária. Já tivemos várias ameaças de redução a zero das tarifas. Isso é um problema para todos. Porque elimina a condição de empresas nascentes aqui competirem com empresas já estabelecidas lá fora. Nenhum país faz isso. Isso é uma agenda comum que cria pontos de convergência entre as associações. Afeta a indústria de máquinas, afeta a indústria eletroeletrônica”, aponta Antônio Carlos Porto, da gaúcha Datacom, que desenvolve roteadores e switches, e vice presidente da P&D Brasil. 


Cloud Computing
Empresas erram na estratégia de valorização dos seus dados

Estudo diz que gigantes internacionais, mesmo com o operação no Brasil, estão incipientes e com atuação bastante limitada. Levantamento mostra que a contratação do prestador de serviços de analytics é um gargalo para a maior parte das corporações.

Câmara aprova marco legal das startups

Entre as inovações, empresas iniciantes poderão ser beneficiadas por regras diferenciadas de agências regulatórias como a Anatel. Texto vai ao Senado.

Ericsson processa Samsung por patentes em briga de até R$ 900 milhões

Impacto faz parte da projeção da fabricante sueca no lucro com royaltes que pode deixar de receber no trimestre.  Essa não é a primeira batalha entre as empresas. Em 2012, a Samsung pagou US$ 650 milhões à Ericsson.

Huawei: setor elétrico tem de priorizar cibersegurança para evitar apagões

Flávio Hott, gerente de produto para Energia da fabricante, disse ainda que smart grids em 4G, e depois no 5G, são investimentos efetivos para melhorar o desempenho operacional das redes.

Copel vai investir R$ 3,5 bi em redes inteligentes

Presidente da estatal, Daniel Slaviero, prevê também a chegada da compra direta de energia pelo consumidor até por celular, como ocorre na Europa. A partir de 02 de janeiro, começa a instalação dos medidores inteligentes em 450 mil unidades.

Dynatrace: Na saúde, o software tem de ser perfeito para garantir a jornada digital

A saúde digital aumenta a complexidade dos ambientes internos de TI, observou Marco Aurelio Silva, territory manager da Dynatrace, ao participar do 5X5 TecSummit.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G