NEGÓCIOS

Desenvolvimento de software e Internet impulsionaram setor de serviços

Luís Osvaldo Grossmann ... 13/02/2020 ... Convergência Digital

Apesar da queda de 0,4% em dezembro, no acumulado de 2019 o setor de Serviços cresceu pela primeira vez depois de quatro anos. A alta de 1% interrompeu a sequência negativa, com quedas em 2015 (-3,6%), 2016 (-5,0%), 2017 (-2,8%) e sem crescimento (0%) em 2018.

Segundo o IBGE, esse crescimento foi principalmente influenciado pelo segmento dos serviços de Informação e Comunicação, que registrou alta acumulada de 3,3% entre janeiro e dezembro do ano passado. “Entre os setores, os Serviços de informação e comunicação exerceram o principal impacto positivo sobre o índice global”, apontou a entidade nesta quinta, 13/2. 

Ainda de acordo com o IBGE, tal desempenho foi “impulsionado, em grande parte, pelo aumento da receita das empresas que atuam nos segmentos de Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na Internet; de Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis; de Consultoria em tecnologia da informação e Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação”.

Já os serviços de telecomunicações, que também compõem o segmento de ‘Informação e Comunicação’, mantiveram a trajetória negativa que prevaleceu em praticamente todo o ano passado. Em dezembro, o recuo foi de 1,6%, tendo o segmento de telecom encerrado 2019 com queda acumulada de 0,8%. No mesmo período, os serviços de tecnologia da informação acumularam alta de 13%.


Cloud Computing
Vivo muda estratégia e avança no ambiente multicloud

Operadora, que até então atuava exclusivamente com a Huawei, firmou contrato com os principais players da nuvem pública: Azzure, da Microsoft e AWS. Acerto com o Google Cloud também já está em negociação.

#apoieojornalismoespecializado é prorrogada até 31 de julho

Campanha foi estendida como agradecimento aos apoiadores da iniciativa que são: ABERT, ABES, Abinee, Abranet, Abratel, Abrint, ABTA, Algar, Assespro, Associação Neo,Brasscom, Brisanet, Cisco, Claro, Commscope, CPQD, Embratel Claro, Ericsson, F5, Feninfra, Fitec, Futurecom 2020, Highline, Huawei, Infobip, Intel, Kryptus, Mercado Livre, mobi2buy, PadTec, Positivo Tecnologia, NIC.br, Oi, RNP, SAS, SindiTelebrasil, Stefanini, Surf Telecom, Sky, Take, TelComp, TIM ,  Vero Internet, Viasat, Vivo e WDC Networks.  A #apoieojornalismoespecializado une os veiculos - Convergência Digital, Mobile Time, Tele.Síntese, Teletime e TI Inside. Participe. Venha fazer parte do time que apoia o jornalismo especializado.

Stone que ir além das 'máquininhas', mas demite 1.300 para enfrentar crise do Covid-19

Empresa de meio de pagamentos quer investir em serviços financeiros e em ferramentas de vendas online. Em abril, a companhia, em parceria com o Grupo Globo, lançou a TON, voltada para trabalhadores autonômos.

Covid-19 fez produção da indústria eletroeletrônica recuar 9,1% em março

Abinee adverte que no mês de abril haverá uma nova queda, provavelmente ainda mais aguda, por conta das medidas de isolamento social.

#apoieojornalismoespecializado

Ação inédita une o Convergência Digital, o Mobile Time, o Tele.síntese, o Teletime e a TI Inside para uma campanha integrada para chamar a atenção para a relevância e o papel do jornalismo especializado setorial. O movimento é para financiar os esforços jornalísticos durante esse período de pandemia de Covid-19. Saiba quais são as empresas que já aderiram à nossa iniciativa e estão ajudando o jornalismo especializado.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G