Home - Convergência Digital

Mitsubishi Electric usa indústria 4.0 para capacitar 1000 jovens em novas tecnologias

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 19/11/2019

Big data, machine learning e Internet of Things (IoT). Está aí um conjunto simples de novas tecnologias que estão afetando todos os setores da economia em nível global e devem exigir mão de obra qualificada em breve. A indústria, evidentemente, não é uma exceção. Um estudo conduzido recentemente pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) mostra que “novas profissões”, como condutores de processos robotizados, devem crescer 22,4% até 2023.

Ao observar essa demanda crescente, a Mitsubishi Electric, uma das principais companhias de automação industrial do mundo, tem investido de maneira contínua em capacitação gratuita, principalmente em aprendizado à distância via webinars. As apresentações virtuais são realizadas mensalmente com média de quarenta minutos de duração e englobam temas variados, desde “indústria 4.0” até soluções bastante específicas, como “o aproveitamento de energia regenerada por motores elétricos”.

“Entendemos que essa é uma ferramenta eficaz para ajudar a elevar o nível de conhecimento dos profissionais brasileiros, aumentando suas chances de colocação profissional”, afirma Helio Sugimura, gerente de marketing da Mitsubishi Electric.

Somente no período entre 2018 e 2019, a companhia já disponibilizou 14 apresentações on-line, que já somam mais de 20 mil visualizações. A aceitação do conteúdo por parte dos “alunos” mostra que a iniciativa está no caminho correto: 96% deles avaliam a experiência como positiva (“boa” ou “muito boa”). As inscrições são realizadas gratuitamente pelo site da companhia, e há possibilidade de interagir com os apresentadores durante as sessões. Após a exibição ao vivo, o conteúdo é disponibilizado no canal do Youtube da própria companhia: MitsubishiElectric.com.br/Youtube.

Além das apresentações on-line, a Mitsubishi Electric oferece treinamentos de capacitação presenciais, na sua sede em Barueri (SP). Também de forma gratuita, as turmas aprendem de forma prática, as soluções oferecidas pela companhia, como CLPs, IHMs, robôs, inversores de frequência, software supervisórios, entre outras. Em 2018, mais de 750 pessoas foram treinadas e para este ano, a meta é chegar a 1 mil.

 “A Mitsubishi Electric procura oferecer os melhores produtos e soluções nos mercados em que atua para melhorar a produtividade dos clientes. Acreditamos que a formação de profissionais é uma das bases para conquistar esse objetivo no longo prazo”, finaliza Sugimura.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/12/2019
Grupo Cimcorp e Resource, agora, são Qintess

12/12/2019
Governo estuda como transferir dados para Serpro e Dataprev pós-privatização

11/12/2019
Depois da Microsoft, Oracle vai reduzir em 31% preços para o governo

09/12/2019
Indústria 4.0 aumenta produtividade das PMEs em 22% no Brasil

19/11/2019
Mitsubishi Electric usa indústria 4.0 para capacitar 1000 jovens em novas tecnologias

08/10/2019
Serpro escolhe parceiros para digitalização de serviços públicos

04/10/2019
Esperar para ver é a morte da transformação digital

12/08/2019
Citrix: Funcionários desengajados travam a transformação digital

06/08/2019
Nuvem pública dos órgãos federais volta a travar na Justiça

06/08/2019
Japonês Softbank compra 8% do brasileiro Banco Inter

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Análise de requisitos define sucesso ou morte dos projetos de TI

Como demonstra o professor e pesquisador Marcos Kalinowski, do departamento de informática da PUC-RJ, especificação boa ou ruim pode triplicar a produtividade ou aumentar em até 50% os custos. O professor da PUC-RJ coordena um projeto de pesquisa na área de Engenharia de Requisitos que envolve mais de 50 pesquisadores de 20 países.

Negócios na nuvem vão gerar 491 mil empregos diretos no Brasil até 2024

A batizada, 'economia Salesforce', formada pelo ecossistema de parceiros e clientes da companhia, vai gerar nos próximos seis anos, 780 mil empregos indiretos e uma receita de R$ 247 bilhões em novos negócios. Transformação digital será responsável por 50% dos gastos com software e computação em nuvem.

Cientista de Dados, desenvolvedor, CTO e analista de segurança da Informação são os mais procurados em TI

Essa é a constatação do Guia Salarial 2020, produzido pela consultoria Robert Half, com atenção às pequenas, médias e grandes empresas. Cientista de Dados pode ter salário inicial em torno de R$ 13 mil nas pequenas empresas e de R$ 26 mil nas grandes corporações.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site