Home - Convergência Digital

Ericsson: "Temos que colocar nossas melhores cabeças para ganhar o mundo com o 5G"

Ana Paula Lobo e Pedro Costa, do Rio de Janeiro - 04/11/2019

O Brasil tem uma oportunidade única com a chegada do 5G para fazer acontecer a inovação, observa o diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Ericsson, Edvaldo Santos. Em entrevista à CDTV, do Convergência Digital, durante o Futurecom 2019, realizado de 28 a 31 de outubro, em São Paulo, o executivo lembrou que o Brasil tem muita competência para inovar.

"O 5G vai habilitar soluções para equacionar os nossos problemas. Teremos coisas fantásticas, mas teremos as soluções para o nosso dia a dia", disse Santos. Para o diretor da Ericsson, o momento é de usar a ambição positiva do brasileiro para colocar as nossas melhores cabeças para criar aplicativos 5G capazes de ganhar o mundo. E lembrou: na própria Ericsson, a equipe brasileira lidera o projeto zero-touch que leva Inteligência Artificial para o gerenciamento de redes. Assista à entrevista.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

31/07/2020
Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

31/07/2020
Qualcomm defende faixa de 6GHz para não licenciados atenta ao 5G

17/07/2020
4G LTE faz Neoenergia avaliar 5G para missão crítica no Brasil

08/06/2020
Covid-19: Brasil sabe fazer software para 'jogar o jogo' global do digital

28/05/2020
Profissional de IA tem de gostar de fazer a tecnologia acontecer

26/05/2020
IA feita no Brasil salva vidas ao monitorar três milhões de pacientes

09/03/2020
Software e serviços de TI contrataram 30 mil novos profissionais em 2019

19/02/2020
Defesa Cibernética: 5G do Brasil deve resistir a riscos de qualquer empresa ou nação

07/01/2020
O carro será uma Internet das Coisas

25/11/2019
OVUM:Consolidação é inevitável nas operadoras competitivas

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site