TELECOM

Com Netflix embarcada, TIM quer fechar gap e ganhar protagonismo no pós-pago

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 04/06/2019 ... Convergência Digital

O usuário pós-pago é prioridade da TIM Brasil e o TIM Black Family, novo produto da TIM Brasil, lançado nesta terça-feira,04/06, e que tem,entre outras coisas, o atrativo incluir assinaturas dos serviços Netflix, Deezer (streaming de música) e TIM Banca Virtual (com assinatura de mais de 100 títulos, incluindo Época, Veja e IstoÉ) como parte da oferta.

Também embute asete dias de acesso WhatsApp gratuito no exterior e ofertas de planos de 60 Gb a 180 Gb, com preços variando de R$ 270 para dois dependentes e 60 GB (nesse caso o Netflix não está incluído) a R$ 499 para cinco dependentes e 180 GB de franquia. Mas a TIM adverte que o consumo de dados da Netflix é reduzido da tarifa de dados contratado.

"Temos a convicção que os pacotes dão condições do usuário ver a Netflix de forma muito tranquila", diz Ciuchini, em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital. O diferencial do TIM Black Family é ser um hub de entretenimento. "Associamos gigabytes a conteúdo, com um atendimento diferenciado", acrescenta o executivo.

Segundo ainda Ciuchini, o usuário quer ir além da conectividade. Com relação ao desconto dos dados da franquia da Netflix, o executivo assegura que o usuário não tem essa percepção. O VP de Marketing afirma ainda que com o TIM Black Family, a TIM fecha um gap na sua oferta para ganhar um protagonismo no segmento pós-pago. Assistam a entrevista com Renato Ciuchini.


Internet Móvel 3G 4G
Lei municipal que proíbe aplicativo de transporte é inconstitucional

Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo anulou dispositivo de uma lei municipal de Mogi das Cruzes com a alegação que há uma violação aos princípios da livre iniciativa e da livre concorrência.

Com Lei, small cells avançam no Distrito Federal

"As pequenas antenas são essenciais para a melhor cobertura do 4G e depois para o 5G e tiveram dispensa de licitação. Podem ser colocadas em bancas, placas de sinalização, etc.", explica o diretor do SindiTelebrasil, Ricardo Dieckmann. Gargalos, agora, seguem sendo São Paulo e Belo Horizonte.

Teles quebram dados móveis em bairros e regiões para combate à Covid-19

Ferramenta é usada por 22 cidades e 17 estados: Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo.

Padtec reorganiza e se prepara para ir à Bolsa de Valores

IdeiasNet, ex-controladora, foi incorporada pela Padtec Holding. Ida à B3 é estratégia de médio prazo e servirá para a expansão internacional da companhia.

Londrina quer vender Sercomtel por R$ 130 milhões

Tentativa de privatização da operadora, que tem cerca de 400 mil acessos de telefonia e internet, foi remarcada para 18/8, na B3. Prefeitura admitiu o parcelamento na aquisição para atrair interessados nessa nova tentativa.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G