Clicky

Vivo, Claro e TIM assinam contrato de compra da Oi Móvel

Luís Osvaldo Grossmann ... 29/01/2021 ... Convergência Digital

Vivo, Claro e TIM, além da própria Oi, divulgaram simultaneamente na manhã desta sexta, 29/1, fatos relevantes para informar ao mercado que assinaram, na véspera, 28, o contrato de compra e venda de ações da Oi Móvel – como reflexo do “leilão” de 14 de dezembro, no qual apresentaram a única proposta. 

Com textos praticamente idênticos, as teles informam que “na data de ontem, 28 de janeiro de 2021, foi celebrado o Contrato de Compra e Venda de Ações e Outras Avenças, por Oi Móvel S.A., na qualidade de Vendedora; TIM, Telefônica Brasil S.A. e Claro S.A., na qualidade de Compradoras”. 

Vivo, Claro e TIM explicam, ainda, que “a efetivação da aquisição pelas Compradoras da UPI Ativos Móveis deverá ocorrer conforme o plano de segregação de tais ativos, de modo que cada uma das Compradoras adquirirá ações de uma SPE [Sociedade de Propósito Específico] contendo sua parte dos ativos da UPI Ativos Móveis”.

De sua parte, a parte vendedora reiterou que “o contrato prevê o pagamento pelas Compradoras do montante de R$ 16,5 bilhões, dos quais R$ 756 milhões referem-se a serviços de transição a serem prestados por até 12 meses pela Oi às Compradoras, bem como a celebração de contrato de longo prazo de prestação de serviços de capacidade de transmissão junto à Oi e algum as de suas controladas , na modalidade ‘take or pay’, cujo valor presente líquido (VPL), calculado para fins e na forma prevista no Aditamento ao PRJ, é de R$ 819 milhões”. 

A operação, que concentra a telefonia móvel no Brasil em apenas três empresas de grande porte, ainda depende da aprovação da Anatel e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). 


Internet Móvel 3G 4G
No 5G, Oi desponta como 'azarão' na faixa de 26GHz

Fora da operação móvel para o consumidor, por conta da venda da Oi Móvel, a tele insinua interesse no leilão para ter espectro para acesso wireless fixo. "Precisamos ver o preço e as regras finais do edital", destacou o CEO, Rodrigo Abreu.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Por casa conectada, Vivo negocia opção de ser acionista minoritária na CDF

A CDF é um marketplace de solulções de assistência residencial e tecnológica e que já é parceira na oferta do Vivo Guru. Os novos serviços serão lançados em breve, mas um deles será voltado para a instalação e  configuração de dispositivos inteligentes.

Huawei: é cedo para dizer quem está dentro ou fora da rede privada do governo

“Existe uma portaria, mas os requisitos ainda não estão completamente claros”, afirma o diretor de cibersegurança da fabricante chinesa, Marcelo Motta.

Oi entra na briga pela fibra ótica em São Paulo

Companhia diz que os pilotos comercial e de rede estão acontecendo e o lançamento ao mercado será no segundo trimestre (abril a junho) para os mercados B2C e B2B. A Oi vai usar 5,2 mil Km de rede própria oriundas da compra da MetroRed e da Pegasus no passado.

Brasileiro retorna ao pré-pago e sonha com superaplicativo

O brasileiro diz que o pré-pago oferece maior flexibilidade de uso, de acordo com pesquisa global feita pela Ding. O estudo também mostra que os brasileiros querem um superaplicativo que combine mensagens instantâneas com mídia social, varejo e serviços.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G