Home - Convergência Digital

TIM permite o uso do auxílio emergencial para pagamento de faturas e recarga

Da redação - 19/05/2020

A TIM passou a aceitar o cartão virtual da Caixa para pagamento de faturas e recarga. Assim, os clientes poderão usar parte do auxílio emergencial oferecido pelo Governo por conta do impacto da pandemia de Covid-19 para se manterem conectados.

A operadora é a primeira a oferecer a possibilidade de uso do cartão de débito virtual da Caixa para os segmentos pós-pago e controle. Os clientes poderão pagar suas faturas de forma simples e rápida, escolhendo a opção "pagar com cartão" na área logada do site http://www.tim.com.br. Já os usuários de planos pré-pagos podem fazer recargas com o auxílio emergencial por meio da plataforma de autoatendimento. Basta discar *244# no celular TIM e inserir os dados necessários.

O cartão de débito virtual foi criado pela Caixa Econômica Federal para facilitar o uso do dinheiro por quem recebeu o benefício do auxílio emergencial do Governo e está disponível para mais de 100 milhões de correntistas.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

31/07/2020
Ultrafibra da TIM chega ao Distrito Federal

30/07/2020
TIM espeta Highline: Transformar Oi em várias MVNOs não ajuda o cliente

27/07/2020
TIM permite acumular franquia de dados no pós-pago TIM Black

21/07/2020
TIM fecha contrato de RAN para os próximos três anos

20/07/2020
TIM Live ultrapassa marca de 600 mil clientes

17/07/2020
TIM lança desafio para startups com soluções de IoT voltadas ao agronegócio

10/07/2020
TIM avança com proposta de conta digital única para as teles

10/07/2020
TIM e C6 Bank combinam pacote de dados e cartão sem anuidade em nova oferta

09/07/2020
No Brasil, TIM nega descarte da Huawei para rede 5G

08/07/2020
TIM acaba com acesso grátis às chamadas de voz e vídeo do WhatsApp e Messenger

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site