TELECOM

Conexão das coisas será quase a metade dos acessos à Internet no Brasil em 2023

Ana Paula Lobo ... 18/02/2020 ... Convergência Digital

As conexões máquina a máquina - sem interação humana - terâo um crescimento consistente e relevante no mundo e no Brasil nos próximos quatro anos, aponta o Cisco Annual Report, divulgado nesta terça-feira, 18/02. Dados da fabricante mostram que serão 338,9 milhões de dispositivos voltados para a comunicação não humana conectados em rede no País, quando em 2018, eles eram 27%, ou 138,2 milhões, afirma o Cisco Annual Report.

No Brasil, 44% de todos os dispositivos em rede terão conexão móvel até 2023 e 56% serão conectados ou conectados via Wi-Fi. O 4G terá papel central na evolução das conexões. "Ele é o pilar da conectividade ao ser massificado para abrir espaço para o 5G", diz Hugo Baeta, da Cisco Brasil.

O levantamento da Cisco mostra que 45% de todos os dispositivos em rede terão conexão móvel (3G ou inferior, 4G, 5G ou Área Ampla de Baixa Potência [LPWA, na sigla em inglês]), e 55% estarão conectados por cabo ou Wi-Fi. No Brasil, 44% de todos os dispositivos em rede terão conexão móvel até 2023 e 56% serão conectados ou conectados via Wi-Fi.

A internet das coisas será central para o avanço dos dispositivos M2M. Tanto que, aponta a Cisco, as conexões máquina a máquina (M2M) com suporte para uma ampla gama de aplicações de IoT representarão cerca de 50% (14,7 bilhões) do total mundial de dispositivos e conexões. No Brasil, 24% de todos os dispositivos em rede estarão no segmento de negócios até 2023, contra 19% em 2018.

O estudo da Cisco ressalta ainda que as conexões 4G representarão 58,4% do total de conexões móveis até 2023, comparado a 53,8% em 2018. Já as conexões 3G e inferiores representarão 29,6% do total de conexões móveis até 2023, comparado a 46,1% em 2018. Por sua vez, as conexões LPWA representarão 6% do total de conexões móveis até 2023, comparado a 0,1% em 2018.

Ao falar do 5G, o relatório anual da Cisco, aponta que a tecnologia representará  10,6% das conexões móveis do mundo em 2023, o que aponta um crescimento constante e consistente. A média da velocidade do 5G será de 575 megabits por segundo, ou 13 vezes mais rápida do que a média da conexão móvel. Quanto ao Brasil, as conexões 5G representarão 6% do total de conexões móveis e a velocidade média do 5G será de 595,5 Mbps no país em 2023. "O 5G estará começando no Brasil e estará em algumas localidades", pontua Baeta, da Cisco Brasil.


Telefone ainda é o canal preferido para reclamações sobre serviços

Desde o início da pandemia da Covid-19, mais de um terço das solicitações (36%) foi encaminhada por telefone, bem à frente chat (21%) e email (20%).

Anatel publica novo regulamento de arrecadação de tributos

Norma disciplina recolhimento do FUST, Fistel, e da Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública.

Oi: Atraso do novo marco de Telecom jogou ao menos R$ 3 bilhões no 'ralo'

A migração de concessão para autorização só vai acontecer se o processo for sustentável. "Ou resolvemos antes ou esse problema termina em 2025", afirmou o CEO da Oi, Rodrigo Abreu. Sobre a Anatel, principal credora da Oi, o executivo disse que vai busca nova negociação. A volta do Minicom é positiva. "Teremos um interlocutor mais próximo".

UIT abre seleção da consultoria que vai calcular valor do fim das concessões

Manifestação de interesse deve ser feita pelo portal da União Internacional das Telecomunicações até 23 de julho. 

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G