Home - Convergência Digital

Vivo fará conectividade IoT para caminhões da Mercedes Benz

Convergência Digital - 23/10/2019

A Vivo Empresas, segmento B2B da Telefônica Brasil, vai gerir toda a conectividade dos dispositivos baseados em internet das coisas do novo caminhão da Mercedes-Benz, Actros, que chega ao mercado como sendo o primeiro digital do Brasil, com base em telemetria, inteligência artificial, algoritmos e automatização. 

Com chegada ao Brasil no início de 2020, o caminhão agrega o MB Uptime, plataforma de comunicação da fabricante, que permite que o gestor gerencie os dados e, acima de tudo, se comunique com todos os participantes do processo. E com aplicativos para ajudar o motorista no dia a dia da condução do caminhão. 

“Com a iniciativa, o SIM Cards se torna um componente eletrônico e passa a ser embarcado nos equipamentos durante o processo de fabricação dos dispositivos’, explica o head de IoT, Big Data e Inovação B2B da Vivo, Diego Aguiar. “Este tipo de tecnologia é a tendência do mercado IoT, pois potencializa um novo modelo de negócio com as indústrias de manufatura, principalmente no setor automotivo com seus projetos de veículos conectados”, acrescenta. 

Além da conectividade móvel embarcada de fábrica, a Vivo também oferecerá à Mercedes-Benz a gestão de todas suas linhas por meio da plataforma de conectividade, a Kite Platform. “Isso significa, em linhas gerais, que a Mercedes-Benz conseguirá fazer uma gestão avançada e segura de seus dispositivos diretamente pela plataforma, podendo habilitar ou desabilitar serviços, acompanhar o status da conexão em tempo real, sua localização, coletar informações sobre o dispositivo IoT conectado à linha, e até mesmo evitar uma utilização indevida de um dispositivo não autorizado” acrescenta Aguiar. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

29/07/2020
Unida às rivais pela Oi Móvel, Vivo entra na briga pela rede neutra de fibra

28/07/2020
A10 e CLM lançam laboratório de capacitação em IoT/5G

17/07/2020
Vivo abre processo seletivo para mais de 200 profissionais

17/07/2020
Do Brasil para o mundo: IoT na irrigação de precisão

15/07/2020
Vivo terá 5G DSS, mas cobra leilão do 3,5GHz no começo de 2021

15/07/2020
Covid-19: Vivo antecipa R$ 1 bilhão a fornecedores

06/07/2020
UISA, de bionergia, contrata Vivo para ter 4G e IoT na produção de bionergia

02/07/2020
Depois da TIM, Vivo e Claro também são multadas em R$ 800 mil

01/07/2020
ConectarAgro quer 13 milhões de hectares na área rural com conexão 4G até o fim de 2021

29/06/2020
Vivo Play embarca Amazon Prime Video em sua plataforma

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site