Home - Convergência Digital

Trabalhadores de São Paulo se mobilizam contra privatização da Dataprev

Convergência Digital - 10/10/2019

Os trabalhadores vão realizar uma assembleia na sede da Dataprev em São Paulo para debater a possível privatização da estatal,com quer o governo Bolsonaro. A Assembleia será nesta sexta-feira, 11/10, e é organizada pelo Sindpd/SP.

"Os funcionários precisam arregaçar as mangas junto com o sindicato e evitar maiores efeitos", advertiu o diretor do Sindicato dos Trabalhadores, Antônio Randolfo das Neves "É preciso alertar os trabalhadores da Dataprev, primeiramente, por terem uma consciência maior do que está em jogo, por lidar com essas informações todos os dias" adicionou o diretor Paulo Roberto de Oliveira.

A Dataprev, Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência, é uma empresa pública que presta serviços de tecnologia da informação e comunicação, com o objetivo de gerar melhores resultados para políticas sociais de todo Brasil e é responsável, por exemplo, de efetuar o pagamento mensal de milhões de benefícios previdenciários e da aplicação do seguro-desemprego online. Fundada em 1974, vem desde então evoluindo seus meios para facilitar a vida do cidadão, na qual está presente diariamente, através de novas tecnologias e programas estratégicos.

Em meados de agosto foi divulgada, pelo Governo Federal, uma lista constando nomes de empresas públicas a serem privatizadas da qual a Dataprev faz parte. Atualmente a estatal armazena dados de aproximadamente 35 milhões de pessoas, gerencia o processamento de informações previdenciárias da Receita Federal, além de ser a maior rede de atendimento público do Brasil.

Para o diretor do Sindpd, Paulo Roberto de Oliveira, a privatização implica em um grande perigo de quebra de sigilo de dados de milhões de brasileiros, "Quando se dá entrada na aposentadoria os bancos, por exemplo, já têm essa informação antes mesmo de uma divulgação oficial e oferecem empréstimo consignado, se a Dataprev sendo pública faz isso, imagine sendo privatizada, onde todos nós poderemos ser expostos por nossas particularidades", afirma.

Sindpd chama a categoria para assembleia
Dia: 11/10 (sexta-feira)
Horário: 10h30
Local: Em frente ao prédio da Dataprev - Rua Dr. Manoel Vitorino, 343, Brás - São Paulo

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/07/2020
Governo segue com privatização de Serpro, Dataprev e Telebras para 2021

22/06/2020
Dataprev vai comprar Inteligência Artificial e exige uso da nuvem pública

04/06/2020
Dataprev contrata SAS para montar time antifraude no Auxílio Emergencial

04/06/2020
Governo fica responsável pelos dados, mesmo com a venda do Serpro e Dataprev

03/06/2020
TSE manda Dataprev parar de usar dados da Justiça Eleitoral para avaliar auxílio emergencial

29/05/2020
Justiça exige mudanças no portal e no app do Auxílio Emergencial e cobra explicação da Dataprev

21/05/2020
Dataprev minimiza fraudes no Auxílio Emergencial e diz que usou dados da Receita

19/05/2020
Dataprev põe em consulta contratação de solução de auditoria em nuvem

18/05/2020
PL quer adiar venda do Serpro, Dataprev, Telebras e outras estatais

15/05/2020
Dataprev cruzou e checou dados do auxílio emergencial em 17 bases do governo federal

Recrutadores e a dura tarefa de contratar cientistas de dados

O maior gargalo é encontrar profissionais adequados às demandas das empresas e o Brasil, hoje, é um exportador de talentos para outros países.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

Teletrabalho: medo de perder emprego cria obrigação de ficar 100% online

Pesquisa do LinkedIn aponta que 68% dos brasileiros têm trabalhado de uma a quatro horas a mais por dia por conta de estarem em home office. Maior parte reclama de ansiedade e estresse. Maioria também reclama da ausência dos colegas de trabalho, mas 43% se sentem mais produtivos com o trabalho remoto.

TST suspende demissões na Dataprev enquanto durar crise da Covid-19

Trabalhadores alegaram que os prazos acordados no fim da greve não terão como ser integralmente cumpridos diante da situação emergencial com a epidemia do coronavírus. 

TST: Teletrabalho tem de respeitar os contratos vigentes

Corte aponta, no entanto, que em situações emergenciais, como a atual crise da Covid-19, a adoção da jornada online temporária prescinde formalização, mas deve respeitar leis trabalhistas. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site