Convergência Digital - Home

IBM: Multicloud híbrida é um ativo para a transformação digital

Convergência Digital
Por Roberta Prescott - 08/10/2019

O mainframe é um ativo para a transformação digital das empresas ao se comunicar com a nuvem, afirma o vice-presidente de IBM Systems Brasil, Joaquim Campos. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o lançamento do z15, LinuxONE III e nova linha de storage DS8000, o executivo destacou o momento passado pelas empresas, no qual grande parte tem se utilizado da nuvem, principalmente, para ganhar agilidade e flexibilidade na entrega de novos serviços para seus clientes.

"Quando falamos de nuvem, 20% das cargas que rodam no mundo estão na nuvem; e elas ou nasceram na nuvem ou são cargas não tão críticas que foram facilmente portadas para a nuvem. Agora, entramos em uma fase nova — e é uma fase para a qual a IBM vem se preparando — que é levar as cargas legadas, que são os 80%, para a nuvem", disse. Joaquim Campos explicou que, com base nos feedbacks dados pelos clientes, a IBM tomou a decisão de incluir componente de integração com as multiclouds hibridas no z15. "Estamos dando para os clientes uma independência de plataforma para que eles com mais flexibilidade tenham mais êxito ao disponibilizar novos serviços."

Na entrevista, Campos falou sobre as principais dificuldades que as empresas enfrentam ao levar as cargas de trabalho para a nuvem, a adequação das empresas à Lei Geral de Proteção de Dados e sobre a preocupação com a segurança da informação. "Dados que estão no mainframe são, em geral, os mais importantes que as companhias têm. Ninguém quer expor estes dados porque impactam os negócios e a imagem das empresas. Por conta disto, a IBM, já na geração z14, incluiu a criptografia pervasiva", detalhou.


Destaques
Destaques

IDC: mercado de nuvem pública vai chegar a R$ 15 bilhões em 2020

Mercado de TI brasileiro vai crescer 5,8% impulsioando pelos negócios de clóud computing e pela aceleração do mercado de software. Nuvem privada tem a preferência das grandes empresas e fica com até 25% do orçamento destinado à TI.

BRK Ambiental, CTG Brasil e Via Varejo aderem à nuvem na jornada digital

Empresas implementaram a plataforma SAP S/4HANA para sustentar a estrastégia digital. Os negócios de cloud tiveram forte impacto na receita da SAP Brasil.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desafios às empresas: Contêineres, Orquestração e Microsserviços

Por Lenildo Morais*

Com o padrão “multi-edge edge computing”, o tráfego e os serviços de TI mudam de uma nuvem centralizada para micro-nuvens espalhadas o mais próximo possível dos usuários. As operadoras terão que oferecer serviços sob demanda, e mesmo em tempo real, para atender a todos os tipos de aplicativos.

Você já pensou no impacto que os seus dados geram no planeta?

Por Gustavo Loiola*

Hoje, são milhares de data centers espalhados pelo Planeta. É engraçado pensar nisso quando hoje falamos da tal da “nuvem" que armazena os nossos dados. Tiramos uma foto? Vai para a nuvem. Postamos no Instagram? Vai para a nuvem. Netflix, Spotify, Deezer? O streaming também está na nuvem.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site