Clicky

GOVERNO

Serpro e Dataprev cancelam ida à audiência pública para não discutir privatização

Luís Osvaldo Grossmann ... 29/08/2019 ... Convergência Digital

A Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados adiou, ainda sem nova data, uma audiência pública com a presença dos presidentes do Serpro, Caio Mário de Andrade, e da Dataprev, Christiane Edington, posteriormente ampliada ao diretor do Datasus, Jacson Barros. 

Formalmente, a audiência tinha o objetivo de discutir soluções tecnológicas de interoperabilidade na prestação de serviços entre as estatais de processamento de dados, conforme explica o gabinete do deputado General Roberto Peternelli (PSL-SP), autor do requerimento de audiência pública.  

O timing, no entanto, tenderia a levar o debate público para o anúncio, feito há uma semana, de que tanto Serpro como Dataprev foram incluídas no Programa de Parceria de Investimentos, a sigla burocrática para a lista de ativos públicos que a administração Jair Bolsonaro pretende alienar. 

Até esta quarta-feira, véspera da reunião, os três executivos estavam confirmados. Só que Dataprev e Serpro, praticamente na mesma hora, comunicaram à CCT que por motivo de força maior não iriam mais participar. O presidente Félix Mendonça Júnior (PDT-BA) consultou o deputado autor e o entendimento foi de que apenas com o Datasus a audiência estava prejudicada. Com isso, foi adiada até futura agenda disponível. 


Plano do Ceitec é manter 105 empregados até leilão da estatal em setembro

Em audiências de conciliação no TRT-RS, trabalhadores defenderam a transferência, mas governo ainda resiste à proposta. Estatal em liquidação insistiu na demissão de 33 funcionários, suspensa pela Justiça.

ANPD define listas tríplices para vagas no Conselho Nacional de Proteção de Dados

Dos 122 indicados, Autoridade aprovou 39, de onde sairão os 13 escolhidos pelo presidente Jair Bolsonaro.  Brasscom, Federação Assespro, ConTIC e Feninfra estão entre os selecionados.

LGPD: cidadão vai controlar dados pessoais pelo portal Gov.br

Promessa é secretário de governo digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro. Plataforma permitirá ao cidadão revogar autorizações, ou reclamar à CGU.

Economia será o 'tinder' do financiamento para evitar desperdício no governo digital

“Não faz sentido um estado investir em uma identidade digital se já temos uma no governo, ou dois municípios gastarem com plataforma de gestão de tributo local”, explica o secretário Luis Felipe Monteiro.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G