Clicky

Home - Convergência Digital

Carros inteligentes serão meio de pagamentos com receita acima de US$ 1 bi em 2023

Convergência Digital* - 06/01/2021

O Gartner prevê que até 2025 o cenário do varejo automotivo será transformado, com 20% de todos os carros novos vendidos inteiramente on-line. “A pandemia de Covid-19 acelerou as vendas de carros on-line e convenceu um número crescente de clientes a evitar showrooms para futuras compras”, disse Pedro Pacheco, Diretor Sênior de Pesquisa do Gartner.

De acordo ainda com a consultoria, até 2023, as transações feitas por meio de um veículo inteligente totalizarão US$ 1 bilhão, ante menos de US$ 100 milhões em 2020. Atualmente, a venda de carros on-line fica abaixo de 1%, mas um número crescente de montadoras está implementando plataformas on-line para negociar totalmente a venda de um veículo, desde o pedido até o financiamento, a compra e a entrega em domicílio.

O Gartner adverte, porém, que à medida que a indústria começa a se movimentar em direção a um modelo de vendas on-line, os fabricantes de automóveis e revendedores precisam superar alguns desafios para fornecer uma plataforma de vendas on-line eficaz.

A consultoria sustenta que o processo precisa oferecer garantias - todas as etapas e informações que formam a compra on-line precisam ser claras como cristal, a fim de eliminar qualquer possível frustração do cliente. O processo também deve incluir uma política de devolução que dê aos clientes uma sensação de segurança.

“As novas tecnologias demoraram muito para proliferar na indústria automotiva. Conforme o carro se torna mais uma plataforma digital, isso mudará. Os fabricantes de automóveis estão mudando os recursos de hardware para plataformas de software vinculadas a ecossistemas baseados em nuvem que combinarão funções como pagamentos e comércio”, completou Pacheco.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/02/2021
BB e Energisa iniciam pagamento de conta de energia via Pix

06/01/2021
Carros inteligentes serão meio de pagamentos com receita acima de US$ 1 bi em 2023

21/12/2020
Magazine Luiza compra fintech Hub Prepaid por R$ 290 milhões

16/12/2020
Teles e BC se unem para implementar nova modalidade de pagamentos via Pix

08/12/2020
Vivo adota PIX como meio de pagamento de recargas em canais digitais

24/11/2020
Empresa nacional IDid quer ir muito além de ser uma carteira digital no Brasil

24/11/2020
PIX movimentou R$ 9,3 bilhões em 12,2 milhões de transações em sete dias

24/11/2020
paySmart-Elo promovem maratona de desenvolvimento

16/11/2020
Pix fecha primeiro dia com mais de 1 milhão de transações

16/11/2020
BC promete WhatsApp em pagamentos 'breve' e conversa com Google

Destaques
Destaques

5G será muito mais B2B e vai injetar R$ 13,5 bilhões no mercado nos próximos dois anos

Finalmente o 5G entrou na lista das dez previsões para os mercados de Tecnologia e Informação e Telecomunicações da IDC para 2021/2022. Consultoria prevê que a receita virá de novos negócios com IA, IoT, cloud, segurança, robótica e realidade aumentada e virtual.

5G só começa depois de garantia de recepção nas parabólicas

Pelo cronograma previsto na proposta de edital, oferta do 5G tem início 300 dias depois de formalizada a ‘compra’ das frequências – portanto no segundo semestre de 2022.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site