Clicky

INCLUSÃO DIGITAL

Bemol quer Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E para levar banda larga para quem não tem nem 3G

Por Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 03/08/2020 ... Convergência Digital

Levar banda larga para cidades que não têm nem 3G. Essa é a meta da varejista Bemol com a liberação do Wi-Fi 6 e do Wi-Fi 6E para a expansão da infraestrutura nas regiões Norte do País, contou Jesaias Arruda, gerente de Infraestrutura de TI da Superintendência de TI da Bemol, ao participar do eForum Wi-Fi 6, realizado pelo portal Convergência Digital e pela Network Eventos, no dia 30 de julho.

A Bemol, varejista que entrou no mercado de provimento de Internet há nove anos com o intuito de ampliar as suas vendas por comércio eletrônico, hoje atua em 26 cidades nos estados do Amazonas, Rondônia e Roraima. "Quando começamos, pagávamos R$ 2800,00 por um link de 1 MB. Isso não tem 10 anos. Fomos para o Wi-fi não licenciado para prestar serviços. As frequências não licenciadas são essenciais para massificar o ecossistema da Internet", sustentou Arruda.

Segundo ainda o gerente de TI da Bemol, o impacto social de levar Internet para cidades sem nenhum serviço - muitas não têm nem o 3G - é enorme. "Há ainda no Brasil muita gente que não tem Internet, enquanto no Sudeste, a Internet é commodity. É o provedor Internet que está minimizando essa desigualdade. Temos de ter licença para atuar", reforçou. Assistam à participação do gerente de infraestrutura de TI da varejista Bemol, Jesaias Arruda.

Veja abaixo a íntegra do evento.


Carreira
Transformação digital faz companhia abrir mais de 120 vagas em TI

Quality Nextech tem vagas abertas no Brasil e no México, sendo que a maior parte delas é para a carreira de analista de suporte com certificações e metodologia de governança. Também há vagas para desenvolvedores e arquitetos de cloud, entre outras.

Toxicidade da Internet: seu filho pode não ser a vítima, mas o agressor

"Tem uma série de regras de educação, valores da família, formas de se comportar que não valem só para o jogo, para a rede social, valem para a vida”, diz a professora e psicoterapeuta, Ivelise Fortim.

Cert.br: Pais aprendam com as crianças a fazer uma Internet Segura

"Vamos ouvir mais do que falar. Os pais precisam fazer os filhos falarem como atuam na Internet. É uma aprendizagem mútua e necessária", recomenda a analista de segurança Miriam von Zuben. 

Mais de 70% das escolas no Brasil assumem casos de cyberbullying

É imperativo que se trate a Internet como um lugar real e que se responsabilize as pessoas pelos seus atos para evitar os ataques, observou a especialista em comportamento e psicopedagoga Érica Alvim.

Internet está longe de ser ruim para crianças e adolescentes

"Há milhares de aplicações positivas na Internet. O segredo é educar e conscientizar", sustenta o gerente de segurança do CAIS/RNP, Edilson Lima.

Internet Segura: Diálogo é a vacina dos pais contra ameaças virtuais às crianças

Em sua 15ª edição, o Dia Internacional de Segurança em Informática, promovido pela RNP, discutiu como a prevenção é fundamental em tempos de crianças e adolescentes hiperconectados.

Brasil é um dos países mais agressivos na Internet

País é o 25º em 32 países analisados em estudo produzido pela Microsoft. Por aqui, 41% acham que ataques e desinformações cresceram com a pandemia, enquanto 26% apontam que atitudes melhoraram. 



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G