Clicky

GOVERNO » Política Industrial

Governo enterra projeto nacional de indústria de componentes

Ana Paula Lobo* ... 19/02/2020 ... Convergência Digital

O projeto nacional de reestruturar uma política nacional de produção de componentes no Brasil - criado em 2008 - está sendo liquidado pelo Governo Bolsonaro. É verdade que ao longo dos últimos anos, a iniciativa foi bastante esvaziada nos governos Lula, Dilma e Temer. Por meio de informe à imprensa, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC informa que nesta quarta-feira (19) foi aprovada a inclusão do Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada - CEITEC S.A., empresa pública vinculada ao MCTIC, no Programa Nacional de Desestatização (PND).

O MCTIC lembra que "no dia 14 de outubro de 2019, foi publicado o Decreto nº 10.065 que qualifica a CEITEC/MCTIC no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos - PPI, para possibilitar a realização de estudos e a avaliação de alternativas de parceria com a iniciativa privada e propor ganhos de eficiência e resultados para a empresa."

Observa ainda que "como o andamento dos trabalhos realizados no âmbito do PPI está bastante avançado, a Secretaria Especial do PPI (SPPI), do Ministério da Economia, decidiu inserir a CEITEC/MCTIC no PND, o que foi aprovado pelo Conselho do PPI. A inclusão tem o objetivo de aprofundar os estudos relacionados à CEITEC/MCTIC para subsidiar o processo de tomada de decisão. Ressalta-se que a implantação de qualquer alteração na empresa pelo PND se dará somente após a conclusão dos trabalhos do grupo do PPI."

Ainda assim, o MCTIC "reitera que a política de desenvolvimento da cadeia de semicondutores, como a Lei de Informática e o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores e Displays (PADIS), segue como prioridade do país, independente de qualquer ação no modelo de negócios da CEITEC/MCTIC".

A CEITEC foi criada, em 2008, para recolocar o Brasil na rota da indústria mundial de semicondutores. Dados do ano passado, constam que a companhia tem mais de 200 empregados, dos quais quais quatro são pós-doutores, 10 doutores e 46 têm mestrado. Nesses 20 anos, a trajetória da CEITEC foi marcada por mais baixos do que altos.

Os projetos não andaram como o esperado, nem trouxeram resultados estimados. Vale lembrar que uma indústria de chips consome muito dinheiro, e como é uma estatal, significa receber recursos do governo. Segundo dados oficiais, a CEITEC recebeu cerca de R$ 1,08 bilhão de investimentos. Hoje a CEITEC produz chips para identificação de animais, medicamentos, hemoderivados e veículos.

Também é bom lembrar que com a crise do Coronavírus na China - responsável por quase a metade das nossas importações de componentes- em menos de 30 dias a indústria local, especialmente a de produção de celulares e de PCs já está suspendendo a produção e temendo por mais dias parados por falta de componentes.


Dell: proteção de dados exige pilares na segurança cibernética

“Ataques estão mais sofisticados enquanto as pessoas e as empresas mais expostas. Precisamos de avançar na cultura da segurança cibernética”, observou o diretor da Dell para setor público, Bruno Assaf.

Plano do Ceitec é manter 105 empregados até leilão da estatal em setembro

Em audiências de conciliação no TRT-RS, trabalhadores defenderam a transferência, mas governo ainda resiste à proposta. Estatal em liquidação insistiu na demissão de 33 funcionários, suspensa pela Justiça.

ANPD define listas tríplices para vagas no Conselho Nacional de Proteção de Dados

Dos 122 indicados, Autoridade aprovou 39, de onde sairão os 13 escolhidos pelo presidente Jair Bolsonaro.  Brasscom, Federação Assespro, ConTIC e Feninfra estão entre os selecionados.

LGPD: cidadão vai controlar dados pessoais pelo portal Gov.br

Promessa é secretário de governo digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro. Plataforma permitirá ao cidadão revogar autorizações, ou reclamar à CGU.

Economia será o 'tinder' do financiamento para evitar desperdício no governo digital

“Não faz sentido um estado investir em uma identidade digital se já temos uma no governo, ou dois municípios gastarem com plataforma de gestão de tributo local”, explica o secretário Luis Felipe Monteiro.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G