Clicky

Convergência Digital - Home

Dataprev corre para ficar no jogo da computação em nuvem

Convergência Digital
Ana Paula Lobo* - 08/10/2020

A Dataprev não quer ficar fora do jogo da computação em nuvem e promove a GovCloud, a sua plataforma concebida para atender aos órgãos do governo. De acordo com a estatal de TI, os serviços ofertados na GovCloud são similares aos dos rivais Amazon, Microsoft, Google, IBM, entre outras. A plataforma, além de permitir a administração do parque virtual por meio de monitoramento de consumo de recursos, também oferta Infraestrutura como Serviço, Plataforma como Serviço e Software como Serviço.

“Nossa missão diária é oferecer segurança e agilidade aos sistemas que disponibilizam benefícios à população. Frequentemente, a Dataprev amplia a qualidade do processamento e tratamento de grandes volumes de dados. É um esforço que temos feito para apoiar o avanço e o fortalecimento das políticas estratégicas do Governo Federal no atendimento direto ao cidadão”, destaca o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto.

De acordo com a Dataprev, a GovCloud cumpre normativos de segurança da informação para a guarda de dados de segurança nacional e a garantia de armazenamento em território brasileiro, em Data Centers do Governo Federal, já que a Dataprev é uma empresa pública. Os equipamentos estão localizados no Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal. Com isso, a GovCloud desonera, com padrões globais, o cliente das atividades de gestão e manutenção de infraestrutura de hardware e facilities. Entre elas estão, por exemplo, consumo de energia elétrica estabilizada 24hx7, climatização, cabeamento, elementos de redes e máquinas x86, entre outros.

“A empresa oferece um ambiente de segurança e infraestrutura diferenciado ao cliente. Além da alta capacidade do parque tecnológico, temos times de infraestrutura (Network Operations Center - NOC e Security Operation Center - SOC) atuando 24 horas por dia nos nossos Data Centers. A infraestrutura de nuvem é um dos pilares de inovação na Estratégia de Governo Digital e com a GovCloud os clientes contam com um serviço eficiente e flexível para modernizar suas soluções”, ressaltou o diretor de Tecnologia e Operações da Dataprev, Thiago Oliveira.

A Dataprev não tem sido lembrada como fornecedora de nuvem para o governo, com o Serpro ganhando mais representatividade ou a contratação de consórcios privados como o a AWS/Embratel. O Ministério da Economia abriu uma nova Intenção de Registro de Preços para a contratação de empresa para prestar serviços de computação em nuvem no modelo de ‘cloud broker’, ou integrador de multinuvem.

A principal diferença da primeira nuvem, que atende 25 órgãos, é que desta vez a aposta é em mais de um fornecedor de serviços de nuvem. O resultado está previsto para ser divulgado em dezembro. Os participantes no processo não foram revelados pelo governo.

*Com informações da Dataprev



Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

Icatu Seguros: mudar atendimento ao cliente para a nuvem foi decisão irreversível

Seguradora contratou a CXone, da NICE, para migrar, em tempo recorde, os seus funcionários para o trabalho remoto. "Tínhamos de não perder a qualidade e a eficiência e adaptar o serviço ao dia a dia das casas dos colaboradores", conta o diretor de Marketing e canais, Rafael Caetano.

Diversidade e Ciência de Dados: um desafio ao Brasil

Mais mulheres precisam ocupar carreiras em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática pelo bem do País, incentiva a embaixadora da Women in Data Science da USP (WiDS @USP), Renata Sousa.

Destaques
Destaques

Nuvem exige plano A, plano B e erra quem não faz recuperação de desastre

A nuvem não é proteção por si só e exige muito planejamento das empresas, afirmam especialistas de segurança da informação. Para o CISO da RNP, Emilio Nakamura, contingência e resiliência são obrigações. "Ser rápido num incidente é o relevante porque não existem sistemas 100% seguros".

Com nuvem à frente, nova força da TI na pandemia começa a refletir nos orçamentos

Segundo a IDC Brasil, se 2020 já viu um aumento de até 25% no dinheiro disponível para TICs nas empresas, 2021 sinaliza um crescimento ainda maior.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como controlar os gastos em nuvem pública?

Por Srinivasa Raghavan*

Se as empresas obtiverem melhor visibilidade do custo de cada serviço em nuvem que utilizam, poderão encontrar o equilíbrio certo entre eles, reduzir as despesas operacionais e obter o melhor valor possível da nuvem.

O caminho da cibersegurança passa pela nuvem

Por Felipe Canale*

Com organizações cada vez mais distribuídas, manter dispositivos em todos os locais ou usar produtos diferentes para trabalhadores remotos cria inúmeras brechas de segurança, além de custar muito e sobrecarregar os recursos de TI.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site