Clicky

GESTÃO

Petrobras adota satélite de baixa órbita para reduzir tempo de transmissão de dados

Convergência Digital* ... 03/07/2020 ... Convergência Digital

A Petrobras trocou um satélite geoestacioário pelo uso de satélites de órbita média terrestre para a troca de informações entre as plataformas e os centros de comando da Petrobras serão mais rápidas. A mudança permitirá uma redução de 75% no tempo de transmissão, de 600 para 150 milissegundos, um intervalo menor do que um piscar de olhos.A novidade, já instalada nas plataformas P-68 e P-66, no pré-sal da Bacia de Santos, será estendida a outras plataformas do pré-sal até fevereiro/21.

A redução do RTT (Round Trip Time), nome técnico para o tempo de transmissão, agiliza o uso de aplicações digitais em tempo real, como chamadas de voz, videoconferências ou elementos operacionais, como telas de automação. Páginas da Internet e sistemas corporativos também são carregados mais rapidamente. Com o novo serviço, a companhia consegue, ainda, transmitir dados de maior qualidade, como fotos ou vídeos de alta resolução para análise remota de válvulas ou bombas de uma unidade, por exemplo.

Para obter a redução do RTT em 75%, a Petrobras começou a conectar-se com suas unidades por meio de satélites que orbitam o planeta em altitude média - cerca de oito mil quilômetros - em vez de satélites geoestacionários situados em uma altitude de cerca de 36 mil quilômetros, prática comum até então no mercado. É como se o dado transmitido fosse do Rio de Janeiro até Madri, na Espanha, e voltasse para o município fluminense.

No método tradicional essa viagem representaria quase duas voltas na Terra pela linha do Equador para fazer o trajeto completo entre plataforma, satélite e centro de comando. O uso dos satélites de órbita média terrestre será implementado em outras oito plataformas da Petrobras, instaladas nos campos de Búzios, Lula, Berbigão e Atapu.



Com ajuda da IA, Vivo quer recondicionar 1,5 milhão de modems e decodificadores até dezembro

A Vivo recolhe e recupera mais de 100 mil destes equipamentos por mês, que passam por atualização de software, reparos técnicos e estéticos.

Governo indica que vai pagar aluguel para quem comprar sala limpa do Ceitec

MCTI também sugere corte nos recursos para a Organização Social que vai ficar com a propriedade intelectual da estatal liquidada, R$ 30 milhões por ano estimados inicialmente já caíram para R$ 20 milhões.

Governo projeta substituir 53 mil servidores por robôs em 2030

Em 2040, mais de 68 mil servidores aptos a se aposentar poderão ser substituídos pela automação. Em 2050, poderão ser mais de 90 mil, segundo pesquisa feita pela Enap.

ABNT cria nova norma para combate às fraudes, pirataria e lavagem de dinheiro

Associação Brasileira de Normas Técnicas fará o lançamento no dia 07 de junho. Entidade também promove cursos de capacitação em compliance.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G