Home - Convergência Digital

TIM e Claro empatam na disputa por clientes no Brasil

Ana Paula Lobo - 03/02/2020

A Anatel publicou em sua página na internet os dados referentes aos acessos em telefonia móvel do ano de 2019. Os números comprovam que a telefonia pós-paga- estratégica para as teles - se aproximou de fato da telefonia pré-pago.  Em dezembro de 2018 havia 129,6 milhões de clientes pré-pagos no Brasil. Em dezembro de 2019, esse número caiu para 117,04 milhões – uma queda de 9,7% em 12 meses.

A competição se acirrou para atrair o cliente para o pós-pago. O número pulou de 99,61 milhões de assinantes pós-pagos em dezembro de 2018 para 109,63 milhões em dezembro de 2019, o que significa uma alta de 10%. O empate técnico entre pós-pago e pré-pago deverá acontecer ainda no primeiro trimestre de 2020, uma vez que faltam apenas 7,41 milhões de linhas para o pós-pago alcançar o pré-pago na carteira dos clientes.

Nessa disputa pelo assinante, a Vivo segue líder do mercado com 32,9% do market share. TIM e Claro disputam palmo a palmo as segundas e terceiras posições. Em dezembro de 2019, segundo a Anatel, as duas empataram com 24%. A Oi - ainda sem saber se vai se desfazer ou não da operação móvel, avaliada em R$ 15 bilhões pela BTG Pactual - se manteve na quarta posição com 16.2%.

O 4G foi o grande impulsionador do pós-pago. A tecnologia 4G (LTE) encerrou dezembro com base de 153,73 milhões de chips ativos. Já o 3G despencou e fechou o ano com 42,81 milhões de acessos, uma queda de 21,7%. A tecnologia 2G ganha sobrevida com os acessos M2M, mas também perde acessos ativos. A tecnologia terminou 2019 com 30,12 milhões de acessos ativos. Mais informações, veja aqui: https://www.anatel.gov.br/paineis/acessos

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

07/07/2020
Anatel assina com TIM primeira troca de multa por investimentos

02/07/2020
Algar corta TAC pela metade e acordo de multas com Anatel cai para R$ 45 milhões

02/07/2020
Faixa de 1,5 GHz também pode ser destinada ao 5G para uso privado

02/07/2020
Anatel abre pregão de R$ 11 milhões para serviços de TI e aposta em novo modelo

01/07/2020
ConectarAgro quer 13 milhões de hectares na área rural com conexão 4G até o fim de 2021

22/06/2020
Anatel publica novo regulamento de arrecadação de tributos

19/06/2020
Numeração para internet ganha mais 60 dias de consulta pública

18/06/2020
Aumento de espectro para 5G está em consulta pública

18/06/2020
Após benção do TCU, Anatel fecha TAC da TIM em R$ 639 milhões

18/06/2020
Como alternativa à multa, Anatel quer 4G da TIM em cidade gaúcha de 3 mil habitantes

Destaques
Destaques

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site