Home - Convergência Digital

Google entra na guerra da videoconferência e libera Google Meet de graça

Convergência Digital* - 29/04/2020

O G Suite vai disponibilizar o Google Meet, sua ferramenta avançada de videoconferências, de forma gratuita para todos que tenham uma conta G-mail ou qualquer outra conta de e-mail. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 29/04, em plena guerra dos gigantes Microsoft, Facebook, WhatsApp e a Zoom.

Os usuários poderão fazer encontros on-line com até 100 pessoas conectadas simultaneamente, sem limite de tempo (após 30 de setembro, a duração será ajustada para um máximo de 60 minutos). Para isso, basta ter uma conta do Google (se a pessoa não possui, basta criar uma -- não é necessário usar ou ter um Gmail). As videoconferências contam com as ferramentas do Meet, como modo de exibição dos participantes em blocos expandidos, legendas automáticas ao vivo - por enquanto, disponíveis em inglês, entre outras.

Empresas de todos os setores, como saúde, varejo e finanças, além de áreas como a educação e o setor público, estão recorrendo à tecnologia neste momento de isolamento. Agora, qualquer usuário poderá ter as facilidades e proteções que o Meet oferece. "Estamos no meio de uma mudança mundial muito significativa, que afeta a comunicação nos locais de trabalho e nas escolas, entre outros momentos e situações. As pessoas querem ferramentas fáceis de usar, e seguras, para que possam utilizar em diversas situações do dia a dia", explica Javier Soltero, VP de G Suite.

Recentemente, foram anunciadas melhorias como a detecção e diminuição de ruídos externos nas chamadas por vídeo, o ajuste automático de iluminação, entre outras novidades que poderão ser usufruídas por todos. "Estamos sempre ouvindo as principais necessidades de nossos usuários. O uso diário do Meet é hoje 30 vezes maior do que era em janeiro deste ano, o que demonstra a importância em se investir para melhor atender essa demanda", complementa o executivo.

"Nossa abordagem de segurança é simples: torne os produtos seguros por padrão", afirma Javier. O Meet foi criado para operar em uma base segura, fornecendo as proteções necessárias para manter os usuários e seus dados seguros e suas informações privadas. Dentre as medidas padrões tomadas pelo G Suite para o Meet, e seus outros aplicativos, estão:

Controle do moderador durante as videoconferências, contendo os logins nas ligações;

Proibição de acessos anônimos nas reuniões;

Complexos códigos de proteção das reuniões, evitando que sejam invadidas;

Não exigência de plugins e programas de extensão para o funcionamento do aplicativo;

Os usuários podem registrar suas contas no Programa de Proteção Avançada, eficiente contra phishings e perdas de contas; e

Certificações de conformidade globais;

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

04/09/2020
Governo dos EUA prepara ação antitruste contra Google

26/08/2020
STJ rejeita mandados de segurança do Google contra Justiça do Rio de Janeiro

19/08/2020
Google, Claro, Oi, TIM e Vivo se unem, mais uma vez, contra WhatsApp

17/07/2020
Alpargatas adota rede social corporativa do Google e G Suite

16/07/2020
Em ação global, Idec pede ao CADE que investigue compra da Fitbit pela Google

14/07/2020
Justiça ordena Google a reativar sites da prefeitura de Poços de Caldas

10/06/2020
STJ transfere para agosto decisão de quebra de sigilo do Google Brasil

04/06/2020
Convenções partidárias para Eleições 2020 podem ser feitas por videoconferência

27/05/2020
Google abre temporada de cursos gratuitos sobre nuvem

25/05/2020
Time inglês quer usar Zoom para ter 2 mil torcedores na luta contra o rebaixamento

Destaques
Destaques

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site