Clicky

Teles precisam trabalhar por PL 172/20 para liberar uso de R$ 500 milhões do FUST

Luís Osvaldo Grossmann ... 05/06/2020 ... Convergência Digital

As operadoras de telecomunicações devem focar esforços na aprovação do projeto de Lei 172/20, que altera o Fundo de Universalização (FUST), se quiserem um instrumento efetivo para liberar até R$ 500 milhões em subsídios para contratação de serviços. 

O recado é do secretário executivo do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Julio Semeghini, ao tratar da proposta em sentido semelhante levada pelas empresas ao governo. Como defendeu em debate online promovido pelo portal Teletime nesta sexta, 5/6, o PL é o caminho mais rápido para a desejada medida. 

“Precisamos mudar o foco do FUST, para acesso a banda larga fixa ou móvel, mas também para o avanço na infraestrutura que ainda precisamos ter. Portanto. assegurar parte dos recursos para infraestrutura, mas que se possa também subsidiar serviços. Tem um projeto pronto, que já passou pela Câmara, que está na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado e que pode refletir no investimento para infraestrutura e parte para utilização. Tem que permitir o uso e aplicação pelo regime privado. Se aprovado, podemos colocar em prática em 30 dias”, afirmou. 

Como lembrou o secretário executivo do MCTIC, o PL 172/20 é a volta ao Senado, em forma de substitutivo aprovado na Câmara, do que originalmente era o PLS 103/07, do então senador Aloizio Mercadante (PT-SP), há mais de uma década a iniciativa legislativa que capitaneia a possibilidade de uso do fundo de universalização pela banda larga. O texto está na CCT do Senado e a relatora é Daniella Ribeiro (PP-PB), a mesma que relatou o também muito esperado novo marco legal das telecomunicações, a Lei 13.879/19. 

“Somos a favor do PL 172/20 porque constrói ações imediatas. Poderemos aplicar recursos para esse programa que as operadoras colocam. Pelo menos 50% do volume do FUST este ano, mais de R$ 500 milhões, poderiam ser aplicados nesse projeto. Mas na estratégia das operadoras o foco não tem sido concentrar o apoio no Congresso. Se votássemos o PL 172/20, não tenho dúvida que seria possível trabalhar 50% dos recursos este ano e os outros 50% trabalhar os projetos estruturantes.”


Internet Móvel 3G 4G
Teles: restrição a fornecedores é um risco ao 5G e aos consumidores

Por meio de um comunicado da Conexis Brasil Digital, as teles advertem que está se criando um ambiente de incertezas com relação ao 5G; lembram que possuem 'grande experiência nos mais elevados e críticos quesitos de privacidade e segurança de rede; e ressaltam que é preciso transparência para atrair investimentos ao País.

Anatel encerra ciclo de TACs em acordo fraco com Algar

Depois de fracassar na troca de multas por investimentos com Oi, Vivo e Claro, agência contabilizou sucesso somente com a TIM e permitiu à Algar cortar mais da metade do acerto inicialmente firmado. 

Anatel renova faixa de 850 MHz para Vivo, mas nega pedido de redução de preço

Empresa renovou apelo ao regulador para que fosse aplicada a regra do preço público ou ônus de 2%, ambos abaixo do valor de mercado.

STF julga inconstitucionais leis de BA e RJ sobre créditos pré pagos e cobrança de serviços

Mais uma vez, Supremo ressaltou que, ainda que importantes ações em defesa dos consumidores, normas estaduais não podem invadir a competência privativa da União de legislar sobre telecomunicações. 

Portabilidade: Claro é a tele com mais adesões. Oi e TIM cedem assinantes

Oi, na fixa, e TIM, na móvel, foram as operadoras que mais cederam assinantes com a possibilidade de troca de empresa mantendo o mesmo número. Já a Claro foi a operadora que mais ganhou clientes nos 12 anos do serviço.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G