Home - Convergência Digital

Compras via celular, mas com retirada em loja foram a marca da Black Friday no Brasil

Convergência Digital - 03/12/2019

A Black Friday 2019, realizada na sexta-feira, 29/11, foi a edição com mo maior de todos os tempos e registrou pico de vendas logo na virada de quinta para sexta-feira da semana passada. Na data promocional, as pessoas gastaram, em média, R$ 650 - 3% a mais do que em 2018, conforme levantamento feito pela Linx, especialista em tecnologia para o varejo.

Um dos destaques da Black Friday de 2019 foi o aumento das vendas omnichannel, isto é, aquelas que envolvem mais de um canal. Neste contexto, o modelo 'ship from store', no qual lojas atuam como centros de distribuição para reduzir custos de frete e tempo de entrega, representou um crescimento de 320% em relação ao ano passado.

Os varejistas tiveram uma boa adesão ao 'pick up in store', ou seja, a compra realizada online com retirada em loja física. Das marcas que ofereceram esta opção ao consumidor, a venda para retirada em loja representou 15% das vendas online totais. O 'showrooming' também reforçou o avanço do omnichannel e registrou um crescimento de 130% de participação nas vendas na comparação com o ano anterior. A modalidade garante que o consumidor receba o produto mesmo que não o encontre na loja física, pois ele é entregue mais tarde pelo e-commerce.

Os smartphones que custam em média R$ 1 mil foram os produtos mais buscados. Entre as categorias de produtos mais vendidas, eletrodomésticos saíram na frente e representaram 28% da receita gerada na Black Friday. Na sequência, vieram celulares (23%), eletrônicos (18,5%), informática (11%), casa e decoração (8%), vestuário (8%), saúde e beleza (1%) e itens esportivos (1%).

Na comparação do desempenho do varejo por região, o Sudeste se destacou e registrou 65% das vendas na Black Friday. O Sul aparece em segundo lugar com 15%, enquanto o Nordeste marcou 14%. Mais abaixo do ranking estão o Centro-Oeste, com 4%, e o Norte, com 2%.

Ao todo, as transações realizadas via desktop representaram 66%, enquanto aquelas feitas por meio de dispositivos móveis somaram 34%. Enquanto as vendas online aumentaram 24% em relação a Black Friday de 2018, a Linx constatou que a sexta-feira promocional deste ano registrou um crescimento de 16% nas vendas do varejo físico na comparação com a de 2018.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

07/08/2020
No Brasil, 47% indicam comprar mais pela internet após Covid-19

03/08/2020
Comércio pela internet dispara e movimenta 12% das vendas no Brasil

28/07/2020
Fisco de São Paulo faz 'rapa' em 420 vendedores de marketplaces

26/06/2020
Mastercard calcula alta de 75% nas vendas pela internet em maio

12/06/2020
Em maio, compras online cresceram 126%, para R$ 9,4 bilhões

01/06/2020
Vendas online têm primeiro recuo desde início do isolamento

11/05/2020
Dia das Mães com isolamento social faz vendas pela internet saltarem 123%

07/05/2020
Compras pela internet serão novo normal pós Covid-19

29/04/2020
Compras por aplicativos crescem 30% com isolamento social

28/04/2020
OTTs de mensagens são principal canal de vendas nas PMEs

Destaques
Destaques

Edital do 5G vai ao mercado com ou sem venda da Oi Móvel

"Não vou submeter um processo de política pública, como é o edital 5G, a uma fusão e aquisição", afirmou o presidente da Anatel, Leonardo de Morais.

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site